Cidadeverde.com
Geral

Debate da TV Cidade Verde tem confronto, acusações e propostas; reveja

Imprimir
  • geral.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate7.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate6.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate4.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate2.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • debate1.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • bastidores3.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • bastidores2.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • bastidores1.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • e1323212-93ae-4b4e-a2fe-ebb7f2b0af60.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • e6b50a29-1431-4f47-b19f-0538e7c205b1.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • e0be421c-abb4-47b0-aab0-61afd18d9afb.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • c5d3c8e0-c1e1-4fbf-824c-326024ef1357.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • c0e046e7-7287-4e9d-844f-8055ab990926.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • bc14f172-c952-499f-bae7-12512983cbb9.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 57185481-ba73-4e1a-82ca-68613a07d5cc.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 697ad40a-d054-4623-b425-4b8614179823.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 623a2455-28cb-4900-a60f-e773ac4963d2.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 545bb681-87e7-444d-9842-c1c69612270f.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 79c6eb33-aab3-4da3-bdd7-a982bf45575f.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 79b8ad77-1496-4f66-bd22-59382211d42f.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 74c1ed10-72e3-40f7-83f7-7f8694ce9ad5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 14eb9aca-b7b5-45ef-bd1f-86d021dc254b.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 3e996d2a-788f-4d2f-bd24-cbc76b35c465.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • dcaca3da-09a3-403b-b052-980402b97cfe.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • b2935a3e-55d1-4799-b937-df3e409bb598.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • a08354d6-91ae-4eda-b5e3-1e1ad55ca564_(1).jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 0a88c5cb-a4c9-40bc-9797-09cc215a84c5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • e49f0af9-bca6-46c8-bae7-fb811480b07a.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • b0c7d6e4-49fe-4a7a-b73f-73858bd91aa1.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • ae7e547a-beb1-4a05-8160-396cf224d5d4.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • a6402211-c94d-49f8-8f27-e8a7b6f0eebc.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • a81952b3-ad06-4a0e-a4da-e491f045317d.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • a1525c7c-818b-4cca-ae37-9ed1c4257357.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • a009cccd-03db-4eb3-82ca-84a8336106cc.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 981f34df-a5bc-4353-98d7-6d13029fc46f.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 106a8a75-ec8d-47a6-84fc-95cfb4c17b5f.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 95bd96fc-5a37-483c-81c4-055d533106b5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 50e55b48-a3e5-46b6-a1a5-871ca19bc0af.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 48aa590d-7449-4cf4-9921-ed515c1935b5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 9b0588e6-fee2-4359-92bd-82c9cb6962c0.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 2f723883-5d6e-4514-baa6-bbf1b8d21a70.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 1f612015-6c8e-4f9c-8182-963038b90eff.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • 1c7dc4af-97e7-4131-b764-9e676cfdda72.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-1222233.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-3333.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-222.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-44.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-88.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-55.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-33.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-11.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-10.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-9.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-8.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-7.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-6.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-51.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-4.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-5.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-3.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral
  • Untitled-2.jpg Catarina Malheiros e Thiago Amaral

O primeiro debate da TV Cidade durou mais de três horas e foi marcado por confrontos sobre segurança, saúde, educação, desemprego, gestão e obras inacabadas.   

No quarto - e último bloco - os candidatos discutiram temas como a política de teto de gastos do governo e obras paradas. O governador Wellington Dias (PT) levantou a discussão sobre o teto de gastos. Segundo ele, a política foi necessária para garantir investimentos.

“O Piauí aprovou a regra que tem como objetivo ampliar investimentos. As despesas devem ser trabalhadas cuidadosamente. Mesmo com essa política a UESPI está na fase de contratação de professores. Chamamos os policiais. Foram feitos reajustes para várias categorias. O objetivo de ampliar investimentos. O Piauí se destaca como o estado que mais ampliou o investimento. Com alavancagem com a ampliação de investimentos”, disse Wellington Dias. 

A candidata do PSOL, Sueli Rodrigues, criticou a política de teto de gastos. “Primeiro dizer que nosso compromisso é com a revogação. É uma medida de morte. Vivemos tantos problemas sociais e precisamos ampliar os gastos sociais. Nossa proposta não é de controle institucional, mas controle com participação popular. Que a sociedade saiba como e de que forma o recurso é aplicado. Para ter conhecimento sobre o que acontece do governo pedindo  empréstimo. Uma forma é não reconhecer a legitimidade da dívida e fazer auditoria pública. Essa dívida favorece poucos banqueiros e vivemos pagando juros. Não ampliar os gastos sociais significa colocar os mais pobres em situação e maior vulnerabilidade”, disse Sueli Rodrigues.

Veja cobertura em tempo real

O candidato do PSC, Valter Alencar perguntou ao governador Wellington Dias sobre os investimentos na área de turismo. Segundo o candidato do PT, a atual gestão investe no turismo na região Norte, região da grande Teresina e na região Sul. 

“Temos potencial em várias áreas e vamos trabalhar todas eles. São 29 áreas. A área de energia, produção e frutas, comércio, necessidade de trabalhar infraestrutura para o potencial cresce. O turismo é importante", disse Wellington Dias.

Valter Alencar criticou a resposta de Wellington Dias. “Os eleitores acompanham as respostas. É vergonhoso. A nossa resposta é acabar com o aeroporto de Sâo Raimundo Nonato. Não fizeram a pista correta e falta posto de gasolina. Em Parnaíba falta tudo. Vamos fazer o turismo funcionar gerando infraestrutura e emprego”, disse Valter Alencar. 

O senador Elmano Férrer (Podemos) defendeu investimentos na agricultura familiar. “Hoje se produz soja nos Cerrados do Piauí graças ao trabalho da Embrapa de quando lá passei dez anos. É a maior realização da Embrapa no Meio Norte do país. Fiz muito pela agricultura familiar. Dentro da agricultura familiar iniciamos o primeiro programa voltado para os pequenos empreendimentos. As associações de pequenos produtores decidiam quais as suas prioridades. Tenho experiência e determinação de fazer. Trabalho voltado para o agronegócio e a pequeno agricultor”, disse Elmano.

O candidato Dr. Pessoa defendeu a necessidade de assistência ao pequeno agricultor e criticou o atual governo. “70% dos alimentos que vão para o Piauí é oriundo do programa de alimentação familiar. A Emater só dar assistência a menos de 10% ao agricultor familiar. Os funcionários são bons e o salário ruim. O governo ausento. No nosso governo vamos fazer diferente”, afirmou Dr. Pessoa.  

O candidato Fábio Sérvio fez duras críticas à demora nos repasses do Plamta e Iapep às clínicas e hospitais credenciados.  “Acredito que como se sente cerca de 200 mil pessoas que dependem do Plamta e do Iapepi. Isso tem nome e causa. O governo com falta de gestão para pagar as contas que se acumulam teve que se apropriar do dinheiro do servidor para pagar as contas. Isso é um crime da administração pública. Isso acontecer pela má gestão", declarou.

O candidato do PSDB, Luciano Nunes, disse que os atrasos representam uma “desumanidade”. Segundo ele, os servidores públicos foram os mais prejudicados. “Ato de desumanidade e respeito. Um servidor público chegou a morrer. O dinheiro é descontado em folha e não é repassado para as clinicas. Tudo pelo descontrole financeiro. Isso tudo para acomodar os aliados políticos comprometidos com esse projeto de poder. Temos que fazer um governo eficiente que se preocupe com as pessoas e o Estado”, afirmou.


Luciano Nunes também falou sobre obras atrasadas na atual gestão.

Elmano Férrer lamentou o que chamou de desvios. “É lamentável pegar dinheiro para uma obra e fazer desvios. É algo inaceitável. Queria falar da adutora do litoral. Todas estão paradas. O recurso é federal, mas a execução é do governo do Estado. As pessoas passando cede. É um absurdo. O governo atual nasceu no semiárido”, destacou. 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir