Cidadeverde.com
Política

Candidato do PCB quer acabar com privilégios de senadores

Imprimir

O candidato do Piauí ao Senado pelo PCB, Fausto Ripardo, disse em entrevista ao Jornal do Piauí desta quarta-feira (12) que o projeto da coligação é trabalhar por uma maior distribuição de renda, acabando com os privilégios dos parlamentares do Congresso. Fausto Ripardo defende também, no seu programa de governo, a promoção de uma nova organização social em que a classe trabalhadora seja mais valorizada e bem remunerada. 

O candidato concorre pela coligação PSOL/ PCB, que tem a professora Sueli Rodrigues (PSOL) como candidata ao governo do estado.  

“O nosso mote é justamente questionar os privilégios não só dos senadores, mas dos deputados, para que sobre ou que seja direcionado mais recursos para a classe trabalhadora como um todo, porque o Senado é um privilégio. Um senador e um deputado custam em torno de R$ 165 mil mensais, enquanto que um trabalhador assalariado ganha R$ 937. É uma discrepância muito grande. Então toda essa nossa luta é para os trabalhadores realmente tenham uma vida digna”, falou o candidato. 

De acordo com Fausto Ripardo, o objetivo da coligação é criar leis justas para que se chegue ao "poder popular”, onde o trabalhador tem seus direitoS preservados realmente, e possa usufruir deles. “O poder popular que é um projeto de uma nova organização social que venha a tentar colocar cada brasileiro em uma nova consciência social, politica, econômica e ética de se fazer a politica, mas sobretudo no rumo do socialismo, com o protagonismo do trabalhador no poder. Isso significa basicamente a gente criar todas as condições; salarial, econômica, social, de lazer, educacional, cultural, de moradia, de alimentação, para que ele possa ter uma vida digna”, explicou.

Ainda segundo o candidato, o país requer uma reforma social, política e econômica, que possa distribuir renda. “É isso que está faltando para o trabalhador. A questão da distribuição de renda reflete na questão da violência, da má educação, da formação do cidadão, do preparo para a vida, para que tenha uma vida ética e moral melhor".

Além disso, Fausto Ripardo destacou que outro projeto do PSOL na coligação é convocar a população para um plebiscito revogatório. “Para revogar essas reformas que o presidente Michel Temer fez. Esse presidente golpista, que tenta jogar a população e o trabalhador em uma condição análoga a do escravo”. 

 Foto: Lyza Freitas/ Cidadeverde.com

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

 

Imprimir