Cidadeverde.com
Esporte

Receita argentina apreende computadores e acusa AFA de ocultar declaração

Imprimir

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

O clima de aparente tranquilidade depois da data Fifa terminou para a Argentina assim que a delegação chegou ao Aeroporto de Ezeiza, o principal do país. Nesta quinta-feira (13), a Afip (Administração Federal de Ingressos Públicos) do país apreendeu parte da bagagem trazida pela delegação sob a acusação de que alguns objetos não foram declarados para a receita.

De acordo com comunicado da organização, funcionários da AFA (Associação do Futebol Argentino) tentaram retornar de Nova York com computadores pessoais e instrumentos musicais não-declarados. Ao todo, a Afip apreendeu 11 baús da entidade máxima do futebol alviceleste, que dividiu a delegação em dois voos.

"A ata pertinente foi lavrada por infração do regime alfandegário e as mercadorias apreendidas aguardam a resolução do juiz pertinente", comunicou a entidade ligada ao Ministério da Fazenda argentina.

Exposta pela receita, a AFA se defendeu. No início da noite, a federação emitiu um comunicado no site oficial para se esquivar de qualquer irregularidade.

"Os itens que estão apreendidos na alfândega correspondem a equipamentos de análise de vídeo e máquinas utilizados para jogos e treinamentos. A Federação já apresentou todos os documentos regulatórios para que, nas próximas horas, elas possam retornar para a delegação", justificou a AFA, sem citar os instrumentos musicais.

A Argentina entrou em campo duas vezes nos Estados Unidos. A equipe venceu a Guatemala por 3 a 0, no último fim de semana, e ficou no empate sem gols com a Colômbia na terça-feira (11).

 

Imprimir