Cidadeverde.com
Últimas

Matador de prefeito é preso por acaso no sítio do juiz de Curimatá

Imprimir

Salvador Amorim, conhecido como Salvador de Neura, acusado da morte do prefeito de Redenção do Gurguéia (691 km de Teresina), Joaquim Fonseca, foi preso por acaso em uma operação da polícia em Curimatá, na manhã de hoje(25). Salvador estava foragido desde o início do ano, quando a Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico), solicitou sua prisão.

Ao cumprir mandados de prisão e busca e apreensão em Curimatá (cerca de 70 quilômetros de Redenção), o delegado Waldeíldo Oliveira, encontrou Salvador com Fidel Castro, que também foi preso acusado de duplo homicídio na cidade. Fidel é irmão do juiz Osório Marques, que também foi preso pela polícia, por porte ilegal de armas.
 
Matérias relacionadas:

 O prefeito Joaquim Fonseca foi morto no dia 09 de abril de 1991, com um tiro nas costas em sua fazenda, há cinco quilômetros de Redenção do Gurguéia. O principal acusado de ser o mandante do crime, o advogado Dílson Fernandes, marido da então vice-prefeita, Eunice Macedo, que foi preso em Teresina, em novembro por policiais da Cico. Dílson Fernandes passou três meses na cadeia e aguarda o julgamento em liberdade.

O inquérito foi concluído e entregue à Justiça, contando a participação individualizada de cada um. Os autos confirmam que o crime foi motivado por disputas políticas em Redenção do Gurguéia.


 Caroline Oliveira
[email protected]

Tags:
Imprimir