Cidadeverde.com
Economia

Turistas aproveitam queda no câmbio para comprar dólar

Imprimir

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

O turista que está com viagem marcada para os próximos meses aproveitou a queda no câmbio, na última semana, para antecipar a compra de moeda estrangeira e se precaver de possíveis altas decorrentes das eleições.

"Vimos muita gente que estava segurando a compra [da moeda], mesmo com a data da viagem já próxima", afirmou Alexandre Fialho, diretor da Cotação, que teve aumento de 60% nas vendas de moeda estrangeira.

De acordo com pesquisa do site Meu Câmbio, que monitora cerca de 20 casas de câmbio por dia, o preço do dólar caiu em média 4,8% ao longo da semana; o euro, 5,6%.

O valor mais baixo levantado pelo site foi registrado na sexta-feira (5), a R$ 4,01.

As casas de câmbio tiveram aumento na busca pela moeda americana ao longo da semana. Na quinta-feira (4), a corretora Advanced registrou perto de cem operações de câmbio -a cota diária, em média, fica entre 30 e 40 vendas.

A Confidence também viu suas transações crescerem 30% na quarta e quinta.
"Frente às últimas semanas, houve uma procura maior de pessoas que estão com viagem marcada para o fim do ano e que já aproveitaram para pegar um preço melhor", afirmou Juvenal dos Santos, superintendente de varejo do Grupo Confidence.

A cotação da moeda deve permanecer próxima ao valor fechado na sexta-feira nas casas de câmbio que abrem durante o final de semana e antes das 10 horas de segunda-feira (8).

Por causa do sobe e desce, especialistas não conseguem prever o melhor momento para comprar dólar.

"O mercado parece mais amigo do [Jair] Bolsonaro [PSL]. Então, se ele passar para o segundo turno com uma votação maior do que as pesquisas previram, ainda pode haver espaço para uma queda maior da moeda", disse Mathias Fischer, diretor de estratégia e inovação do site Meu Câmbio.

Já Fialho, da Cotação, prefere não fazer estimativas. "Há três dias, [o dólar] estava R$ 4,14, e hoje fechou abaixo a R$ 3,94", disse na sexta.

A queda no câmbio também impulsionou a criação de pacotes de viagem promocionais nas agências de turismo.

Imprimir