Cidadeverde.com
Esporte

Série A: Zagueiro minimiza baixas do Grêmio para encarar o Palmeiras

Imprimir

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio enfrentará o Palmeiras sem seis jogadores considerados titulares, mas usa o exemplo de pelo menos uma partida para reforçar o discurso de que é capaz de fazer frente ao líder do Campeonato Brasileiro no próximo domingo (14), no Allianz Parque. 

Bressan lembrou a vitória de uma formação toda suplente do time gaúcho diante do Flamengo. Na oportunidade, o adversário usou o que tinha de melhor e perdeu por 2 a 0.

A vitória em Porto Alegre ocorreu três dias depois do empate válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. O Grêmio escalou reservas de olho em jogo com o Estudiantes, pelas oitavas de final da Libertadores.

"A nossa equipe, se a gente recordar, enfrentou o Flamengo com time considerado reserva e vencemos por 2 a 0. O Palmeiras tem usado dois times e é líder. Parece clichêzinho, mas todo mundo que está aqui pode jogar e bem", disse Bressan.

O jogo pode diminuir a diferença de pontos entre os dois clubes. Hoje, o Palmeiras tem cinco pontos a mais que o Grêmio. A ideia na Arena era jogar com força máxima em São Paulo para tentar assumir a liderança do Brasileirão, ao menos nos critérios.

"A gente está disputando o Brasileiro e Libertadores é um papo para o final do mês. Temos que jogar para tentar se aproximar ou até, quem sabe, pegar essa primeira colocação. É uma decisão, sim, é um jogo diferente. Uma vitória pode nos colocar em uma situação diferente no campeonato", comentou o zagueiro.

Diante do Palmeiras, o Grêmio não terá Marcelo Grohe, Léo Moura, Bruno Cortez, Ramiro e Everton por conta de problemas médicos. A lista de baixas ainda tem o nome de Kannemann, convocado pela seleção argentina para os amistosos contra Iraque e Brasil.

O Grêmio deve encarar o Palmeiras com: Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira; Maicon, Cícero, Thaciano, Luan e Alisson; Jael.

Imprimir