Cidadeverde.com
Política

Prefeito e secretários terão salários congelados em 2009

Imprimir
Fotos: Yala Sena/Cidadeverde.com
 
Os projetos de reforma administrativa encaminhados à Câmara nesta quinta-feira (27) vão congelar pelos próximos dois anos os salários do prefeito, vice, e secretários municipais. O anúncio foi feito pelo secretário de Governo, Charles da Silveira, que foi pessoalmente entregar o projeto ao presidente da Câmara, Paulo Dantas. Mesmo podendo reajustar seu salário, Sílvio Mendes manterá os vencimentos do alto escalão fixos até 2010.
Charles disse que houve entendimento entre o prefeito e a Câmara para que não seja aprovado o reajuste, e disse que já existe projeto de lei aprovado sobre o assunto. Os valores pagos atualmente são os mesmos de maio de 2008, e um novo reajuste só será feito no mesmo patamar que os dos demais servidores. O projeto prevê ainda que cargos de comissão serão extintos.
 

 
O salário dos secretários, presidentes de órgãos, e superintendentes foi fixado em R$ 6503,86. Os diretores executivos vão ganhar R$ 5419,05 mensais. Quem ocupa a função de tesoureiro geral, contador, ou ouvidor terá vencimentos de R$ 4.335,23.
 
O projeto prevê ainda que os assessores especiais receberão no máximo 50% do subsídio pago ao prefeito, e os valores também não poderão ultrapassar 30% do salário de secretários, presidentes e diretores de empresas públicas.
 
O menor salário, segundo o projeto, será o de um membro da JARI da Strans: R$ 743,18.
 
Confira alguns dos salários de cargos da Prefeitura de Teresina para 2009:
- Diretor geral da fundação, coordenador especial de turismo, e coordenador especial da área central - R$ 4.161,83
- Assessor técnico, assessor parlamentar e assistente jurídico adjunto do prefeito - R$ 4.128,81
- Diretor Geral da FMS e Assessor Técnico do HUT - R$ 3.796,51
- Assessoria Jurídica e de Comunicação do HUT - R$ 2276,01
- Membro da Comissão de Licitação - R$ 1.706,29
- Assessor especial da FMS e gerente administrativo do HUT - R$ 1.625,79
 
Yala Sena (flash da Câmara)
Fábio Lima (da Redação)
[email protected]
Tags:
Imprimir