Cidadeverde.com
Últimas

Instituições buscam criação de unidades de tratamento ao AVC

Imprimir

Representantes de instituições de saúde do Piauí reuniram-se, nesta quarta-feira (14), na sede da Secretaria de Saúde do Estado (Sesapi), para tratar sobre a possibilidade de criação de unidades de tratamento ao Acidente Vascular Cerebral (AVC) no Piauí.

A reunião teve como objetivo apresentar proposta para instalação desse tipo de unidade no Estado e buscar a parceria da Sesapi e da Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS) para concretizar o projeto, inclusive avaliando a viabilidade orçamentária e estrutural.

O neurocirurgião Benjamim Pessoa Vale - presidente voluntário da Associação Reabilitar -, destaca a importância da criação de unidades especializadas no atendimento a pacientes de AVC. “Todos nós temos a mesma intenção: a prevenção e o tratamento adequado ao paciente de AVC”, diz.

Na reunião, foi apresentado o modelo da unidade de AVC do Hospital São José de Joinville, em Santa Catarina, que há 21 anos atende a pacientes nesses casos. De acordo com a neurocirurgiã Carla Moro - presidente do Conselho Consultivo da Associação Brasil AVC - após a criação da Unidade, o número de mortes por AVC no município caiu de 25% para 9%.

“No início, só chegavam casos graves e, hoje, metade dos pacientes são casos leves. Conseguimos provar que o paciente que está internado na Unidade de AVC, além de ter melhor atendimento, custa menos aos cofres públicos do que o paciente na urgência”, observa Carla.

O neurocirurgião Marx Barros, do Hospital Universitário, pontua que cidades que contam com centros de atendimento a vítimas de AVC têm melhores resultados na recuperação desses pacientes. “Queremos oferecer, na saúde pública do Piauí, aquilo que a medicina oferece de melhor em relação a tais cuidados”, assinala.

O secretário de Saúde do Estado, Florentino Neto, colocou-se à disposição para apoiar o projeto. “O projeto é consistente. Nos colocamos à disposição para avançar. Vamos analisar a proposta e verificar a viabilidade”, pontua.


redacao@cidadeverde.com

Imprimir