Cidadeverde.com
Geral

Suspeito de ter R$ 3 mi em notas falsas é investigado por vender dinheiro pela internet

Imprimir

(Fotos: SSP-PI)

Artur Alencar Nascimento, dono do apartamento na zona Leste de Teresina onde foram encontrados quase R$ 3 milhões em notas falsas, é considerado foragido, de acordo com a Polícia Civil do Piauí. Segundo o delegado Ademar Canabrava, titular do 12º Distrito Policial, há indícios que o suspeito vendia o dinheiro falso pelas redes sociais e estaria praticando assaltos a mão armada para tirar da cadeia dois amigos presos, em agosto deste ano, pela suspeita de roubo e arrombamentos a veículos na capital. 

"Apreendemos o computador dele e descobrimos que estava vendendo o dinheiro falso pelo Facebook. Oferecia tipo R$ 1 mil falsos e a pessoa pagaria R$ 300 com dinheiro verdadeiro. Ninguém denunciava o esquema porque sabia que as notas eram falsas. Ele deve responder por estelionato e vamos comunicar o caso também a PF", disse o delegado. 

Canabrava acredita que o dinheiro falso seria repassado pelos Correios.

(Foto: arquivo/ Cidadeverde.com)

"No apartamento foram recolhidos envelopes com alguns endereços. Estamos fazendo levantamento para descobrir para onde essas notas seriam remetidas", completa que o delegado que acrescenta que dinheiro falso foi descoberto no apartamento, horas após assalto a uma loja de celulares, na zona Leste.

"Ele e mais dois foram a uma loja de celulares e fizeram um assalto. Roubaram mais de R$ 40 mil em celulares.  O 12º DP foi acionado e o reconhecemos através das imagens das câmeras de segurança, pois ele já havia sido preso em agosto com mais dois amigos que continuam presos. Então, fomos até ao apartamento para prendê-lo e descobrimos o dinheiro falso", disse Canabrava. 

"Ele integra um grupo conhecido como "Playboys da zona Leste" que fazem vários arrastões. Os outros dois que foram presos em agosto continuam presos e ele solto praticando assaltos para soltá-los. O Artur estava na condicional, mas descumpriu e pedimos a prisão. Agora, ele é considerado foragido", finaliza Ademar Canabrava. 

 

Advogado diz que Artur será apresentado

Jaylles Fenelon, advogado do suspeito, disse ao Cidadeverde.com que seu cliente não está foragido e que será apresentado na próxima semana. A defesa informou ainda que conversou por telefone com Artur que negou todas as acusações. 

"Ele entrou e saiu do apartamento dele, sem ver a polícia, só depois soube o que aconteceu. Semana que vem será apresentado ao delegado e vai esclarecer tudo. O dinheiro apreendido tinha uma falsificação grosseira e chega até ser crime impossível porque a falsificação é grosseira demais. Sobre o assalto, vamos pedir uma perícia nas imagens porque não dá pra saber se ali era ou não o Arthur. Não estou tentando encobrir meu clientes, mas não tem como dizer que ali era ele. As acusações são muito graves, mas o que tem é muito zum zum zum. Tudo será esclarecido", disse Jaylles Fenelon, advogado do suspeito. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir