Cidadeverde.com
Viver Bem

Como a bebida alcoólica pode impactar negativamente o treino

Imprimir

Foto: Pixabay/Fotos Gratuitas


Em alguns países, ser ativo e beber álcool anda de mãos dadas. No País de Gales, as pessoas que se exercitam regularmente são mais propensas a beber em excesso, em comparação com pessoas menos ativas, mostra uma pesquisa recente.

Há toda uma cultura de esportes que incentiva as pessoas a jogar duro e a beber muito. Os efeitos do álcool no desempenho atlético variam dependendo de quando você bebe e quanto a sua bebida, sua composição corporal, o tipo de exercício ou esporte que você faz, e outros fatores

A pesquisa está começando a separar os efeitos em curto e em longo prazo do álcool nas habilidades motoras, no desempenho aeróbico, na hidratação e na recuperação pós-treino. Muitos dos efeitos que os pesquisadores descobriram são dose dependentes, ou seja, quanto mais você bebe, maior o efeito. Tudo começa com a sua primeira bebida, quando os níveis de álcool no sangue começam a subir.

Logo depois, isso leva a uma depressão do sistema nervoso central, que pode prejudicar suas habilidades motoras, coordenação, tempo de reação, julgamento e equilíbrio. Essas mudanças não afetam apenas seu desempenho atlético, mas também aumentam o risco de lesões.

Em termos do impacto do álcool no desempenho, o efeito principal é em atividades aeróbias como correr ou andar de bicicleta, provavelmente como resultado de coordenação deficiente e estresse no sistema cardiovascular. Já nos exercícios de força e potência o álcool tem um efeito menor. Para se recuperar adequadamente após o exercício, seu corpo precisa fazer várias coisas, incluindo estimular a síntese de proteínas musculares, restaurar os níveis de fluidos e repor o glicogênio.

Qualquer pessoa que bebeu algumas doses sabe que o álcool pode aumentar sua produção de urina, retardando o processo de reidratação do seu corpo. Como muitas variáveis determinam como o álcool afeta você antes e depois do exercício, o melhor é consumir o mínimo possível para garantir que o desempenho atlético e a recuperação não sejam afetados. Em longo prazo, o consumo excessivo de álcool pode aumentar o risco de efeitos à saúde, como doenças cardíacas, derrame, câncer e doenças do fígado. Isto é verdade para atletas e não atletas.

 

Fonte: Estadao Conteúdo

Imprimir