Cidadeverde.com
Política

Menino veste azul e menina veste rosa', diz Damares Alves

Imprimir

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil


Em nova declaração de repercussão, a pastora evangélica Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, aparece em vídeo em que pede atenção e diz que é uma "nova era no Brasil" que "menino veste azul e menina veste rosa".

Na quarta (2), em auditório lotado por ativistas que gritavam "aleluia" e "glória a Deus",  Damares tomou posse e fez um discurso emocionado em que disse que não haverá mais "doutrinação ideológica" de crianças e adolescentes, que "menina será princesa e menino será príncipe" e criticou setores da imprensa, sem especificá-los.

"Um dos desafios é acabar com o abuso da doutrinação ideológica. Acabou a doutrinação ideológica de crianças e adolescentes no Brasil", afirmou ao falar da defesa de jovens.

'Fiz uma metáfora contra ideologia de gênero'

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro (PSL), afirmando que "menino veste azul e menina veste rosa". Aplaudida por apoiadores, ela diz ainda que o País vive uma "nova era".

Damares reagiu à publicação e, à reportagem, disse que seu objetivo foi, de fato, fazer uma declaração contra a "ideologia de gênero", referindo-se à sexualidade das crianças. "Fiz uma metáfora contra a ideologia de gênero, mas meninos e meninas podem vestir azul, rosa, colorido, enfim, da forma que se sentirem melhores."

O vídeo, segundo a assessoria de comunicação de Damares Alves, foi gravado logo após o fim de seu discurso de posse, realizado nessa quarta-feira, 2, em Brasília (DF). Damares recebia um grupo de apoiadores em uma sala no ministério. Ela pede atenção do grupo que a acompanha e diz a frase. Após aplausos e gritos de apoio, a ministra repete: "Atenção, atenção. É uma nova era no Brasil. Menino veste azul e menina veste rosa".

Além de ser compartilhado nas redes sociais, o vídeo foi divulgado em uma página do Twitter que se intitula apoiadora da ministra.

Em sua fala durante a posse, Damares reafirmou que pretende acabar com o "abuso da doutrinação ideológica de crianças e adolescentes no Brasil" e que "a revolução está apenas começando".

A ministra afirmou que seu governo vai se voltar para políticas públicas "que priorizem a vida desde a concepção", ou seja, desde a fecundação do óvulo, deixando clara a sua posição contra o aborto. "No que depender do governo, sangue inocente não será derramado neste País. Este é o ministério da vida", disse, em seu discurso. 

Damares tomou posse nesta quarta e declarou ainda que vai governar com "princípios cristãos", sempre priorizando a família "O Estado é laico, mas esta ministra é terrivelmente cristã", disse. "Acredito nos desígnios de Deus e propósitos de Deus."

 

Fontea: Folhapress e Conteúdo Estadão

Imprimir