Cidadeverde.com
Geral

Rede Feminina inaugura novas enfermarias infantis em hospital de câncer

Imprimir

Fundamental para entender e ajudar no sofrimento de quem mais precisa, o atendimento humanizado é essencial para garantir que os processos sejam feitos da melhor maneira possível e tem sido um apoio imprescindível no tratamento de crianças e adolescentes portadores de câncer, que mais que um recurso terapêutico, procuram também, alívio e conforto pessoal.

Sempre a base de muito amor, a Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí (RFCC-PI) vem desempenhando esse trabalho de humanização com maestria. Além disso, instrução, orientação e assistência tem sido pontos fundamentais do trabalho desenvolvido pela entidade que tem como essência principal, o desejo em fazer/proporcionar o bem.

Ao longo dos anos, a Rede vem unindo pessoas, empresas e o Estado, integrando responsabilidades e viabilizando de forma empreendedora, resultados que estão transformando a história do câncer no Piauí. Mantida por doações, a entidade tem como objetivo principal, a luta social no combate ao câncer e é formada por um grupo de voluntárias que trabalham diariamente em prol do bem estar do paciente oncológico carente, desenvolvendo parte de suas atividades no Hospital São Marcos.

Em virtude desse bem estar, a RFCC-PI realizará, na próxima quinta-feira (24), às 9h, no auditório do Hospital São Marcos, a inauguração das enfermarias infanto-juvenil, contribuindo para o tratamento humanizado e assistencialista de crianças e adolescentes em situação de câncer.

Atualmente, cerca de 54 crianças são atendidas por mês. Sempre em busca de melhorias para os pacientes, as enfermarias consistem em um sonho antigo da Rede Feminina, que somada a outros projetos, contribuirão positivamente para o tratamento dos pacientes assistidos pela entidade. Além do amparo oferecido, a Rede preocupa-se também com a qualidade do serviço prestado e do recurso terapêutico oferecido.

Tida como uma conquista da Rede, as enfermarias representam o empenho e a dedicação das voluntárias que trabalham diariamente em busca de doações, com o intuito de oferecer o melhor as crianças e aos jovens da RFCC-PI. Empenhadas em um projeto que além de amor, oferta afeto, cuidado, atenção e instrução, foi graças ao trabalho em equipe e ao comprometimento das integrantes que a reforma pôde ser realizada.

As obras das enfermarias iniciaram em junho de 2018, mas a captação dos recursos se deu bem antes. Graças as doações recebidas, foi possível reformar o espaço que agora contará com sala de estudos, sala de espera, enfermaria e quimioterapia, com o objetivo de proporcionar aos pacientes, um lugar mais aconchegante, lúdico e saudável, e que amenize o desgaste de um tratamento intenso e muitas vezes, dolorido.

Carmen Lúcia Campelo é presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer do Piauí e segundo ela, a prática do trabalho voluntário é uma maneira de ver a vida com outros olhos. “Quando você faz o que gosta, como ajudar, por exemplo, você abre os olhos e passa a enxergar melhor a vida e os dons que Deus te deu e a partir daí, percebe que há coisas muito mais importantes para lutar, como a vida. E é isso que essas crianças e esses adolescentes tem feito: lutar pela vida”, disse a presidente.

Ainda de acordo com Carmen, a solenidade inauguração das enfermarias acontecerá no auditório e contará com a participação de pessoas e autoridades que contribuíram com a reforma. Após a cerimônia, haverá um outro momento onde acontecerá o corte da fita nas enfermarias e haverá a presença das crianças segurando plaquinhas de agradecimento.

 
redacao@cidadeverde.com

Imprimir