Cidadeverde.com
Viver Bem

Culinária tailandesa oferece sabor e benefícios à saúde

Imprimir

Foto: Pixabay/ fotos gratis

A culinária tailandesa tem ganhado cada vez mais fãs no Brasil. Muitos restaurantes já se especializaram em pratos típicos desta cultura rica em temperos, peixes, legumes e verduras. Além de deliciosa, a gastronomia da Tailândia tende a ser bem saudável

O ingrediente básico da culinária thai é o arroz, que pode ser preparado frito, no vapor ou cozido. Os noodles, ou macarrões de arroz, são uma espécie de fast-food tailandês, compondo sopas ou fritos - estes encontramos em empórios de comida asiática.

Legumes

Os legumes mais usados são abóbora, berinjela, tomate cereja, pimentão, brócolis e vagem, que costumam ser salteados na wok (panela grande e larga, como uma frigideira) para ganhar textura crocante.

A estranheza causada pelos nomes e ingredientes fica apenas na primeira impressão. Composta basicamente por arroz, massas em fio (talharim), legumes e muitas especiarias como a galanga (raiz da família do gengibre), pimenta e salsa, esta comida chama a atenção pelo sabor apimentado e refrescante que faz bem ao paladar e à saúde.

Vantagens

A culinária tailandesa é composta por muitas ervas e temperos que lhes garantem um aroma revigorante. O mix de ingredientes como alho, limão, cebola, capim-limão e pimenta funciona como um verdadeiro expectorante para os pulmões.

Além de ser composta por ingredientes leves - arroz, água, ervas e vegetais- a culinária tailandesa segue algumas regras de preparo que ajudam na hora de manter a dieta. O sal utilizado é o extraído do cozimento, a vapor, de peixes e vegetais. Embora o caldo seja um pouquinho mais apurado, o teor do sal não prejudica a saúde.

No Brasil

A comida tailandesa sofreu algumas adaptações, tanto nos ingredientes quanto no modo de servir e de preparo, para se adequar ao paladar brasileiro: o tamanho da porção – aqui é bem maior. A dieta é diferente, o clima e os hábitos são outros. Em geral são pratos leves e nutritivos, mas é preciso prestar atenção nas necessidades nutricionais de cada um.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir