Cidadeverde.com
Geral

Em 2018, mil moradores de rua foram atendidos em Teresina

Imprimir

A secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Politicas Integradas (Semcaspi) informou nesta sexta-feira (15) que em 2018, foram feitos mil atendimentos a pessoas em situação de rua em Teresina. No ano de 2017, de acordo com a Secretaria, foram cerca de 600 atendimentos.

O titular da Semcaspi, Samuel Silveira, explica que o aumento dos atendimentos não necessariamente implica em ampliação da quantidade de pessoas em situação de rua na capital.

“Não necessariamente esses atendimentos são individualizados. Muitas vezes são inclusive, cíclicos, repetidos. Um determinado morador de rua, que é uma população sazonal, que passa período em uma cidade, outro período em outra, pode ser atendido e seguramente é atendido mais de uma vez em nossos serviços, sobretudo por meio das abordagens dos nossos agentes”, esclareceu.

O secretário também explicou que com o passar do tempo, esse público têm uma tendência a se fixar um pouco mais. “Uma série de circunstâncias envolvendo organizações não governamentais também, que de alguma maneira auxiliam na alimentação dessas pessoas,  acabam fazendo com que elas se fixem um período maior, particularmente no centro da cidade. Mas mesmo assim, a população é mais conhecida por ser nômade como é, e a tendência é ter o fluxo continuado. Ou seja, as pessoas que por aqui passam, aqui não necessariamente acabam ficando”, observou.

Samuel disse também que o perfil observado dessas pessoas é de moradias momentâneas. “Por exemplo, muitos deles passam para Timon e para outras cidades que fazem parte da grande Teresina”.

 Foto: Arquivo/ Cidadeverde.com

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

 

Imprimir