Cidadeverde.com
Política

'Reforma não pode prejudicar aprovados em concursos' diz Teresa Britto

Imprimir


Foto:Ascom

A deputada estadual, Teresa Britto (PV), criticou uma das mensagens que compõem o projeto de Reforma Administrativa proposto pelo Governo do Estado. Ele se manifesta contra a proposta que pede o congelamento dos salários dos servidores públicos por 1 ano. 

Para a deputada, a proposta penaliza os servidores estaduais. “O artigo primeiro da mensagem proíbe, pelo período de um ano, a contratação de pessoal, o reajuste salarial e o provimento de servidores do pessoal civil e militar enquanto a despesa com pessoal continuar superando o limite prudencial. A medida vale até mesmo para aqueles já aprovados em concurso”, afirma.

A deputada pediu que o governador Wellington Dias retire a mensagem uma vez que os mais prejudicados com as medidas serão os servidores públicos. “O Governo quer jogar o peso de uma medida tão negativa para a Assembleia e isso é muito injusto. Os servidores e aqueles que tanto estudaram para passar em um concurso não podem pagar pela série de erros que o Governo cometeu para acomodar a base aliada”, conclui.

A justificativa da proposta é que o Estado alcançou mais uma vez o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. O governador Wellington descartou a possibilidade de conceder reajuste salarial reivindicado por categorias como os professores.

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com 

Imprimir