Cidadeverde.com
Geral

Policial militar é encontrado morto no sofá de casa no Ilhotas

Imprimir

O cabo da Polícia Militar do Piauí, Agnaldo José de Oliveira, de 49 anos, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (22) na sua residência no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina. Segundo a perícia, o corpo estava no sofá da sala e não há indícios de assassinato. As informações preliminares são que o disparo teria partido da pistola funcional do militar. A arma foi encontrada próxima ao corpo com uma única munição deflagrada.  

O psicólogo da Polícia Militar do Piauí, major Marcos Nascimento, disse em entrevista ao Jornal do Piauí, que Agnaldo chegou a ser atendido pelo SAMU e levado ao hospital. “Eu já estou aqui com o registro de atendimento do SAMU, que foi o primeiro que atendeu, e eles já constataram aqui que foi com arma e a perícia já levou todo o material”, informou.

Os peritos também informaram que na casa foram encontrados medicamentos antidepressivos.

Agnaldo fazia parte da reserva da PM e entrou na corporação em 1989. Ele já foi presidente da Associação dos Cabos e Soldados, mas terminou afastado do mandato por denúncias de irregularidade na gestão de recursos da entidade. Agnaldo respondia por dois processos de estelionato na justiça comum, respondia também por um procedimento junto à polícia militar.

Hoje às 9h, o militar deveria comparecer a uma audiência na Corregedoria da PM. O cabo Agnaldo chegou a ser preso o ano passado por não comparecer as audiências em um dos processos.  O corpo foi levado para Instituto de Medicina Legal. 

“Era um policial bom, trabalhava em prol da classe, batalhador e é um perda muito grande para a polícia”, lementou o major Marcos.

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

 

Imprimir