Cidadeverde.com
Esporte

Paulista: São Paulo sofre com expulsão e empata no Morumbi

Imprimir

A crise no São Paulo parece não ter fim neste início de temporada. Em dia de protesto de torcedores no Morumbi, o time comandado pelo interino Vagner Mancini tropeçou mais uma vez e empatou sem gols com o Red Bull Brasil, na tarde deste domingo (24), pela oitava rodada do Campeonato Paulista. 

 Foto - Rubens Chiri / saopaulofc.net

Foi o terceiro jogo consecutivo sem vitória da equipe no estadual. Mesmo antes da partida, o clima já era pesado no Morumbi. Cerca de 200 torcedores protestaram nos arredores do estádio contra a diretoria e a má fase do clube.

Dentro de campo, a situação não melhorou e parte da torcida seguiu com os protestos ao assistir ao jogo "em silêncio". 

Com um jogador expulso no início do primeiro tempo, o Tricolor não conseguiu se impor diante do adversário e tropeçou em casa. Com o resultado, o São Paulo segue na terceira posição do Grupo D, com 10 pontos – um a menos que o Ituano, segundo colocado da chave. O Red Bull é segundo colocado do Grupo A, com 15.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (3), contra o Bragantino, pela nona rodada do Paulistão. Já o RB Brasil vai enfrentar o Grêmio Novorizontino, no sábado (2).

Vagner Mancini promoveu mudanças na equipe em relação ao time que perdeu o clássico para o Corinthians. 

Além de mudar o esquema para uma formação 3-4-3, o interino apostou na entrada de jovens entre os titulares - Antony, Helinho e Luan iniciaram a partida.

Foi dos pés dos jogadores da base que surgiram as principais chances do São Paulo na partida. Antony foi um dos mais ativos na primeira etapa, enquanto Helinho quase abriu o placar ao acertar uma bola na trave.

Em menos de 20 minutos, a situação do São Paulo ficou bastante complicada em campo. A primeira dor de cabeça para Mancini aconteceu logo no começo do jogo, quando Reinaldo sentiu dores na coxa e precisou deixar o campo para a entrada de Léo.

Pouco depois, um prejuízo ainda maior: Gonzalo Carneiro deu uma entrada dura em Rafael Carioca e foi expulso de campo. Inicialmente, o uruguaio havia sido advertido com o cartão amarelo, mas o árbitro mudou a decisão na sequência e aplicou o vermelho direto.

Apesar de contar com um jogador a menos, o São Paulo não se retraiu na partida e chegou perto de abrir o placar na primeira etapa. Aos 41 minutos, Helinho tabelou com Arboleda e soltou uma bomba da entrada da área.

Júlio César espalmou e, na sequência, a bola carimbou o travessão. Léo ainda tentou completar no rebote, mas o goleiro do RB Brasil fez mais uma boa defesa.

Após falhar no clássico contra o Corinthians, Tiago Volpi fez uma boa atuação com a camisa do São Paulo. O goleiro teve desempenho seguro e fez defesas importantes ao longo do segundo tempo, quando o Red Bull Brasil passou a crescer na partida. 

Ele fez ao menos duas defesas importantes para segurar a pressão do adversário, que usava a superioridade numérica em campo para tomar a iniciativa.

Vale lembrar que Volpi chegou a ser questionado por conta da atuação contra o rival na último domingo. Alguns torcedores, inclusive, compararam o treinamento do goleiro no Querétaro e no São Paulo.

Se no primeiro tempo o São Paulo perdeu Reinaldo lesionado, no segundo tempo Mancini teve mais uma dor de cabeça. Biro Biro, que havia entrado no decorrer da segunda etapa, sofreu com um problema na coxa e precisou ser substituído por Nenê.

No fim da partida, um lance causou preocupação no Morumbi. O lateral Rafael Carioca se chocou com Igor Vinícius e precisou deixar o campo de ambulância. O jogador caiu logo após a disputa e chegou a sangrar em campo.

Antes da partida, cerca de 200 torcedores do São Paulo protestaram nas imediações do Morumbi. Os principais alvos das reclamações foram o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e Raí, que ocupa o cargo de executivo de futebol. Além deles, Diego Souza também foi criticado.

A insatisfação da torcida com o time se agravou após a queda para o Talleres na segunda fase da Copa Libertadores.

Conforme anunciado antes do jogo, a Torcida Independente, principal uniformizada do São Paulo, passou o jogo calada. Os torcedores, que assistiram ao jogo da arquibancada Laranja passaram a partida sem gritos de incentivo à equipe como parte do protesto pela má fase da equipe.

Por outro lado, os torcedores que assistiram ao jogo da arquibancada Amarela – no lado oposto aos uniformizados – cantaram normalmente.

BRUNO GROSSI
SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) 

Imprimir