Cidadeverde.com
Política

Presidente da Fundação diz que Previdência do Piauí sofrerá ajustes

Imprimir

O presidente da Fundação Piauí Previdência, Marcos Steiner, informou nesta quinta-feira (28) que serão feitas algumas mudanças no regime de Previdência do Estado, principalmente no tocante às fiscalizações dos benefícios. Marcos Steiner disse que são alterações sobre algumas condições para suspensões ou não de benefícios e ajustes em pensões, por exemplo.

De acordo com Steiner, as mudanças entrarão no pacote de reforma administrativa que está sendo realizado pelo governador Wellington Dias (PT) e devem ser apresentadas para aprovação do governador após o período do Carnaval. 

“São ajustes pequenos como, por exemplo, trazer a possibilidade de haver a suspensão de salário, caso o servidor não compareça à prova de vida, não faça o recadastramento, alguns ajustes nas pensões que a gente precisa fazer ainda, questão das perícias para aposentadorias, por invalidez, questão de revisão, toda essas possibilidades que não estavam  em nosso ordenamento jurídico ou que estavam de uma forma bem precária. Vamos trazer e modernizar e tentar mandar um padrão mais ou menos parecido com o que o INSS está fazendo”, esclareceu.

Ele complementou: “A equipe finalizou, arrematou algumas coisas, hoje a tarde eu vou estar escrevendo a mensagem e provavelmente na semana pós carnaval eu vou estar discutindo com o governador. Se ele autorizar, será reemitido".

Além disso, Steiner disse que o governo está contratando uma consultoria para montar um fundo de investimento imobiliário. “Aí virão terras, imóveis, para a gente construir esse fundo que vai para a Previdência. Todo o resultado dela é para a previdência. O esforço que o governador está fazendo é para trazer receita para a previdência”.  

 Foto: Letícia Santos/ Cidadeverde.com

Lyza Freitas
[email protected]

Imprimir