Cidadeverde.com
Viver Bem

Poke: conheça os benefícios deste prato de origem havaiana

Imprimir

Foto: Pixabay/ fotos gratis

Conhece o poke? Esse prato de origem havaiana vem conquistando cada vez mais o paladar de brasileiros. Mas do que ele se trata? Basicamente, é preparado com peixe cru. É devidamente desossado e sua pele é retirada, exatamente como ocorre com o sashimi.

Inclusive, a palavra poke significa, no dialeto local dos havaianos, algo como "cortar em pedaços". Originalmente, é feito com atum e conta com outros ingredientes fáceis de ter em casa.

Preparação

Existem várias formas de prepará-lo, mas na sua versão mais simples pede apenas atum cortado em pedaços, algas, arroz japonês, sal e limão. Primeiro, a alga é hidratada, enquanto o peixe marina no limão. Depois é só temperar com sal e servir tudo com o arroz japonês. Outra dica é acrescentar verduras e legumes, como o pepino, para deixar o prato ainda mais nutritivo.

Embora tenha sido criado no Havaí, nos anos 1970, o poke acabou caindo no gosto dos americanos que vivem no continente. E foi a partir daí que ele se difundiu e ganhou o mundo. Por isso, não pense que a sua versão tradicional se manteve intocada. Hoje, existem várias formas de preparar o poke, inclusive com outros tipos de peixe e ingredientes. Ele pode ser servido tanto como acompanhamento quanto como prato principal.

Benefícios

Por usar o peixe cru em seu preparo, os benefícios desse alimento são ainda maiores. De uma forma geral a proteína é fonte de ômega 3, o que reduz os níveis de colesterol no sangue, evitando o entupimento das artérias e, consequentemente, problemas como o infarto e o AVC.

No caso do atum, outro benefício é ser rico em vitaminas do complexo B, que por sua vez atuam no sistema nervoso central, melhorando a memória e reduzindo as chances de o corpo desenvolver doenças como o Mal de Alzheimer. Por fim, possui boas quantidades de vitamina C e zinco, ambos nutrientes com forte ação antioxidante.

Já as algas são ricas em vitaminas e minerais, que variam de acordo com a espécie escolhida para consumo. O limão, por sua vez, é boa fonte de vitamina C.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir