Cidadeverde.com
Geral

Professor é preso por vender celulares roubados e alega "renda extra"

Imprimir

Fotos: 3ºDP/Polícia Civil

Um professor foi preso suspeito de vender celulares furtados e roubados na região do Shopping da Cidade.  A prisão ocorreu nesta quinta-feira (14). Com ele, a polícia encontrou 14 celulares, de diversas marcas. 

De acordo com o chefe de investigação do 3º Distrito Policial, Hilton Barbosa, o professor de física, identificado apenas como G.A.M.M, de 40 anos, recebia os celulares para comercializar. 

"Ele disse que era um dinheiro extra e que recebia apenas uma comissão", disse o chefe de investigação. 

"Nós já estávamos investigando ele, juntamente com outros indivíduos que praticam o mesmo crime: eles pegam o celular do ladrão para revender, alimento essa cadeia de crime. Fizemos a abordagem nele no Shopping da Cidade".

O preso foi levado a Central de Flagrante junto com o material apreendido. Um advogado o acompanhava.  A  prisão ocorreu em parceria do 3º Distrito Polical e da Força Tarefa da Secretaria de Segurança. 

Os celulares serão encaminhados para o 1º Distrito Policial, no Centro de Teresina, para identificação das vítimas.

Na quarta (13), uma operação na Praça da Bandeira, no Centro de Teresina, resultou na apreensão de celulares e outros materiais que eram comercializados sem nota fiscal no local. Foram apreendidas duas facas, três relógios, 52 celulares, além de acessórios para celulares. A polícia informou que foram realizadas 168 abordagens a pessoas, das quais cinco foram conduzidas e que foi lavrado um boletim de ocorrência.

Em 2018, a polícia recuperou cerca de 200 Iphone com uma quadrilha especializada nesse tipo de ação. Os integrantes chegaram a criar um site falso da Apple para desbloquear os produtos.


 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Imprimir