Cidadeverde.com
Geral

Forte chuva em Teresina deixa ruas e casas alagadas em vários bairros; veja flagrantes

Imprimir

A forte chuva ocorrida na madrugada desta sexta-feira (15) causou muitos transtornos e alagamentos em vários pontos de Teresina. Depois de aproximadamente 12 horas do fim das chuvas, na zona Norte, no bairro Parque Alvorada, uma reportagem do Jornal do Piauí de hoje mostrou no cruzamento das Ruas Gaston de Creslam com Glauber Rocha, as vias ainda alagadas. Segundo moradores, na hora da chuva o nível da água acumulada chegou a quase um metro de altura. 

No local, moradores estão enfrentando dificuldades para sair de casa por causa da água empoçada que quase chega a altura das calçadas. Até a tarde de hoje, muita gente ainda está fazendo a limpeza das residências e retirando a sujeira e a lama que se acumularam. Até por volta das 13h, a água ainda não tinha evacuado das ruas.

Márcio Sampaio, titular da Superintendência de Desenvolvimento Urbano Centro- Norte, disse em entrevista ao Jornal que o fato de o Parque Alvorada está localizado entre algumas lagoas, favorece o acúmulo de água das chuvas. O superintendente também disse que já estava sendo feito um trabalho de drenagens na área por equipes da prefeitura antes da chuva de ontem.

“Esses trechos aqui do Parque Alvorada, inclusive, esse mostrado na matéria, é um trecho de interligação entre lagoas. Vem de uma lagoa na rua logo atrás e se interliga com alguns pontos de drenagem que vão direto para a lagoa do Mazerine, daí seguem para a Lagoa do São Joaquim e por fim, Lagoa dos Oleiros. São pontos que realmente se interligam. As drenagens feitas pela própria prefeitura são bombeiros aonde nós concentramos ontem algumas equipes de limpeza, inclusive pontos que já estavam com problemas de drenagem e nesse momento chegou a atingir esses níveis aqui com essa chuva de ontem”, afirmou.  

Márcio acrescentou; “Favorece bastante a região estar entre as lagoas, principalmente a ocupação no que a gente chama de fechamento. As vezes o proprietário quer fazer a extensão de um muro ou um fechamento de um trecho aonde efetivamente ele provoca um barramento especialmente dessa água que vem da chuva. Acaba causando uma diminuição do tempo de drenagem dessa água, ou seja, ela permanece mais tempo sobre as ruas”.

Ainda na zona Norte, no bairro Acarape, a água invadiu algumas casas na Rua Espírito Santo, após pouco mais de 30 minutos de chuva forte, uma vez que o acúmulo de lixo e entulho que desciam pela rua dificultava o escoamento das águas através do boeiro existente na via. 

Na rua Machado de Assis, no bairro Lourival Parente, zona Sul da capital, a água acumulada das chuvas também invadiu algumas casas. A reportagem mostrou que a água invadiu casas, onde cômodos foram inundados e móveis e eletrodomésticos acabaram sendo atingidos.  

 Fotos: Thiago Melo 


Ruas alagadas no Parque Alvorada, zona Norte, após cerca de 12 horas do término da chuva

Lyza Freitas
redacao@cidadeverde.com

Imprimir