Cidadeverde.com
Geral

DHPP identifica quatro suspeitos de tortura e homicídio no Grande Dirceu

Imprimir

Vítima foi encontrada no quarto e com sinais de tortura (Foto: Reprodução/ TV Cidade Verde)

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) trata como um crime solucionado a morte de João Luís Moreira de Oliveira, 49 anos, encontrado com os pés e mãos amarrados e sinais de asfixia no quarto de sua residência, no bairro Redonda, região do Grande Dirceu. 

Segundo o delegado Jarbas Lima, quatro suspeitos participaram do crime que tem características de latrocínio (roubo seguido de morte). Durante diligência, equipe do DHPP encontrou na residência de parente de um dos suspeitos, objetos da casa da vítima. 

"Desde o ocorrido, estamos diligenciando para prender em flagrante. O crime já está solucionado. Estamos trabalhando com três a quatro suspeitos e a tese de latrocínio. Na casa do irmão de um dos autores, encontramos objetos da casa da vítima como algumas roupas e tapetes que foram usados para enrolar os objetos", disse o delegado Jarbas Lima, presidente do inquérito policial. 

Da casa da vítima foram subtraídos TVs, um videogame e um celular. Até o momento, a hipótese de crime de homofobia foi descartada.

Delegado Jarbas Lima (Foto: arquivo/ Cidadeverde.com)

"Apuramos que ele costumava fazer festas e levar desconhecidos para casa. Mas um dos suspeitos conhecia a vítima. Até o momento, nada foi apurado em relação a crime homofóbico. O DHPP trata o caso como esclarecido", disse Jarbas Lima.

O caso ocorreu no último sábado (16). O DHPP apurou que a vítima não trabalhava formalmente e prestaria atividade de agiotagem.

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir