Cidadeverde.com
Política

Em jantar, presidente do STF diz que ‘solução’ ao país virá pelo diálogo

Imprimir


Foto: Nelson Jr. (STF)

DANIELA LIMA, SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

O presidente do Supremo, Dias Toffoli, usou jantar promovido pelo governador de São Paulo, João Doria, na sexta (22), para enviar uma série de recados. O ministro fez um chamado ao diálogo, disse que a "solução" para os problemas do país não virá do Judiciário ou dos militares, mas pelo entendimento na política.

Toffoli, segundo relatos, fez questão de dizer que sua fala deveria ser passada adiante. O presidente do STF pregou o fortalecimento das instituições e disse que "só o diálogo e o entendimento" constroem a democracia.

O governador de São Paulo convidou Toffoli, os ministros Alexandre de Moraes e Ricardo Lewandowski e o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otavio de Noronha, para o encontro.

Durante o jantar, o presidente do Supremo fez um discurso. Ele falou sobre o impasse que impera no cenário político de maneira subliminar e chegou a dizer que "filhos devem ocupar o lugar de filhos", sem tom de alarde ou referências nominais.

Toffoli ainda agradeceu o governador João Doria e pontuou que outros deveriam repetir o gesto de chamar o Supremo para conversar. O presidente da corte é conhecido pela abertura ao universo político.

Ninguém tratou o cenário como incontornável. Doria e Toffoli defenderam um rearranjo e muita conversa como receita para a retomada da articulação de projetos como a reforma da Previdência, prioridade da equipe econômica de Jair Bolsonaro.

 

Imprimir