Cidadeverde.com
Viver Bem

Espirulina: confira os detalhes do "alimento do futuro"

Imprimir

Um estilo de vida saudável envolve encontrar um equilíbrio entre a alimentação e o exercício. A espirulina é um suplemento ideal para perder peso, além de fornecer outras propriedades benéficas. Não a conhece ainda?

Ela é uma cianobactéria conhecida por ser extremamente nutritiva. Aliás, ela foi considerada o “alimento do futuro” pela ONU, justamente por ser rica em proteínas, aminoácidos essenciais e ainda ter uma quantidade enorme de antioxidantes e substâncias anti-inflamatórias (bem mais que as frutas, legumes e vegetais). Todo esse potencial nutritivo faz com que seja um dos superalimentos mais valorizados.

Características

Uma das principais vantagens da espirulina é que ela tem uma concentração muito grande de antioxidantes - por isso, ajuda a fortalecer o sistema imunológico como todo (evitando gripes, resfriados e problemas decorrentes da baixa imunidade).

Um dos pontos de destaque é que a espirulina tem uma concentração de betacaroteno (pigmento alaranjado) muito maior que a da cenoura. Essa substância pode ser convertida em vitamina A no nosso organismo, auxiliando na saúde dos olhos (evitando doenças relacionadas à visão) e também atuando como importante antioxidante.

Mais vantagens

Outra vantagem da cianobactéria é que ela possui uma quantidade muito grande de cálcio (180% mais que o leite) e também de ferro - duas substâncias que são fundamentais para o organismo.  Ou seja: incorporar a espirulina à alimentação é uma ótima forma de aumentar significativamente a ingestão de minerais importantes.

Por ser uma das principais fontes de proteínas, a espirulina é muito indicada para a alimentação de atletas. Isso porque ela ajuda a fortalecer os músculos e, neste caso, o ideal é que seja consumida após o treino (para favorecer o crescimento muscular).

Outra coisa: este alimento é altamente recomendado para pessoas que sofrem de hipertensão arterial e outras condições cardíacas. Ela regula os níveis de triglicerídeos no sangue. Também ajuda a processar o colesterol ruim e a mobilizar gorduras nas camadas intramusculares.

Consumo

É possível preparar sucos detox e chás com o pó dessa cianobactéria, usá-la no preparo de sobremesas (como gelatinas e receitas com frutas), em pastas de abacate e molhos diversos. Adicionando esse ingrediente às refeições diárias, o seu corpo vai se manter sempre nutrido e mais saudável.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir