Cidadeverde.com
Últimas

"Fiz xixi na cama até os cinco anos, não me arrependo", diz Bolsonaro sobre polêmicas na carreira

Imprimir

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (5) que já deu muitas declarações polêmicas em 28 anos de carreira política e que não tem como se arrepender delas. 

"Não posso [me arrepender]. Vou me arrepender que fiz xixi aos cinco anos na cama? Saiu, pô", disse, em um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

Um dos exemplos citados na conversa foi uma antiga declaração do presidente a favor do fechamento do Congresso. Bolsonaro então lembrou que, durante a campanha, vídeos antigos dele foram divulgados e que não havia como se arrepender do que dissera.

Ao comentar os movimentos políticos que tem feito para dialogar com o Congresso, o presidente disse ainda ter dado muitas "caneladas". Afirmou que a palavra "cargo" não foi usada nos encontros que teve com presidentes de partidos nesta quinta-feira (4) no Planalto.

As reuniões fizeram parte da estratégia de aproximação dele com os parlamentares em busca de apoio à reforma da Previdência. Entre os políticos que o visitaram estava o presidente do PSDB, Geraldo Alckmin, que disputou a eleição presidencial vencida por Bolsonaro.

Segundo o presidente, durante o primeiro turno da campanha, Alckmin usou agulha de "tricô e crochê" contra ele."As reuniões acabaram com quase beijo e abraço", disse o presidente sobre os encontros no Planalto.

Bolsonaro admitiu ainda que o governo não tem "vivência política" e que, por isso, tem sofrido "caneladas" de parlamentares.

O ministro Sergio Moro (Justiça) estava presente ao café da manhã no Planalto com os jornalistas.  Moro foi questionado se teria vontade de ser presidente. Bolsonaro então afirmou: "Alguém me lembrou que antes da campanha eu falei que hoje estaria aqui ou na praia. Me dei mal, pode pegar, Moro".

 

Fonte: Folhapress

Imprimir