Cidadeverde.com
Esporte

Messi chora, perde ônibus e ouve críticas de torcedores após queda

Imprimir

A noite ruim de Lionel Messi não terminou quando o árbitro turco Cüneyt Çak?r apitou o final da partida no estádio de Anfield nesta terça-feira (7). Ele ainda enfrentaria mais problemas até entrar no voo que levou a delegação do Barcelona de volta à Espanha.

Em campo, o Liverpool conseguiu virada histórica contra a equipe do argentino. Depois de perder por 3 a 0 no Camp Nou, goleou por 4 a 0 na Inglaterra e avançou à final da Champions League, torneio que Messi havia prometido levar mais uma vez para Barcelona após quatro anos de espera.

No vestiário, após a surpreendente derrota, o atacante chorou, segundo o diário inglês Guardian. Não foi a primeira vez que uma derrota importante abalou o camisa 10. Geralmente isso acontece com a camisa da seleção argentina. Ele havia derramado lágrimas diante dos companheiros após as derrotas nas finais da Copa do Mundo de 2014 e da Copa América de 2015 e 2016.

Quando a Argentina caiu diante da França, no ano passado, no Mundial da Rússia, ele também chorou.

Escolhido para o exame antidoping, Messi levou mais tempo do que de costume e quando, saiu da sala, o ônibus com os jogadores do Barcelona já havia deixado o estádio. Sempre acompanhado do funcionário do clube Pepe Costa, que o segue a todos os lugares, ele teve de esperar o carro enviado para buscá-lo.

Mãos nos bolsos e expressão abatida, Messi saiu sem falar com a imprensa, tal qual aconteceu em outras derrotas traumáticas. Apenas Sergio Busquets e Luis Suárez conversaram com os repórteres. Voz embargada, Busquets quase chorou.

Quando fazia os procedimentos de embarque e passava sua mala pelo raio-x do aeroporto, foi cobrado por torcedores do Barcelona que também estavam no aeroporto. Alguns o xingaram e ele chegou a questioná-los porque aquilo estava acontecendo. Mas, ao mesmo tempo, outro grupo de fãs o aplaudiu e incentivou.

Já campeão espanhol, o Barcelona entra em campo pela liga no domingo (12), contra o Getafe. A equipe ainda pode vencer outro título na temporada. No dia 25, faz a final da Copa do Rei diante do Valencia.

Fonte: FOLHAPRESS

 

Imprimir