Cidadeverde.com
Viver Bem

Vírus que causa dengue, zyka e chikungunya podem causar danos ao coração

Imprimir

 

O médico cardiologista Odilson Silvestre chamou atenção para os problemas cardíacos que podem ser provocados pelos vírus da gripe, chikungunya, dengue e zyka. Ele estará no IX Congresso Piauiense de Cardiologia que começa nesta quinta (09) e segue até sábado(11).  

Pós-doutor em saúde pública, o médico explica que as algumas vezes, as infecções virais como podem chegar até o coração e provocar a inflamação do músculo que é chamada de miocardite e  isso pode levar a uma dor no peito e em alguns casos ao enfraquecimento do coração. 

"Ainda é um desafio identificar, nós sabemos a pouco tempo e não é complicação tão comum. Mas os sintomas de dor no peito importante pode ser uma miocardite provocada por um vírus que se alojou no coração", alerta o cardiologista Odilson Silvestre. 

Ele destaca que as pessoas têm que tomar cuidado é que o tratamento dessas doenças virais e em caso de piora do quadra se levantar essa hipótese. 

"Os profissionais devem orientar as pessoas a se hidratarem, usar medicamentos mais seguros e o no caso de complicação ou seja não vai bem, tem alguns sintomas não explicados, como falta de ar, dor no peito, deve procurar alguma alteração cardíaca. E é importante o repouso, não fazer atividade física intensa porque pode agravar o problema", acrescenta.  

O cardiologista afirma que doença viral aguda e é uma causa de morte súbita na população, quando o vírus chega ao coração. 

Foto: Raulino Neto/Assessoria Evento

Sobre o Congresso de Cardiologia

O evento acontecer no Blue Tree Towers Rio Poty Hotel e contará com grandes nomes da cardiologia em paralelo também acontece os Simpósios de Enfermagem, Nutrição, Educação Física e Fisioterapia, tornando o evento de abrangência multiprofissional. Segundo o presidente do congresso, Newton Nunes, os recentes avanços médicos exigem do cardiologista, um esforço adicional para se atualizar, compreender e redefinir a sua prática diária na cardiologia.

“Teremos em nosso congresso, palestrantes convidados de renome nacional e internacional que se somarão aos palestrantes locais do mais alto nível, nas diversas áreas do cuidado cardiovascular”, enfatiza o médico.

Odilson Marcos Silvestre é do interior do Acre, graduou-se em medicina pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Especializou-se em cardiologia pelo InCor, onde fez doutorado e realizou um Fellowship em pesquisa pela Harvard Medical School e um Master em Saúde Pública pela Harvard School of Public Health, embrenhou-se na Amazônia para ensinar Medicina e fazer pesquisa em Epidemiologia Cardiovascular na Universidade Federal do Acre. "Quero colaborar no desenvolvimento da ciência e do ensino médico na Amazônia, com intuito de melhor a assistência à saúde das pessoas dessa área tão negligenciada no Brasil."

 

Caroline Oliveira
Com informações do Notícia da Manhã
redacao@cidadeverde.com

 

Imprimir