Cidadeverde.com
Economia

INSS: mais de 7 mil processos deixaram a fila de espera em abril

Imprimir

Foto: Elza Fiúza/Agência Brasil

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou esta semana que mais de 7 mil processos deixaram a “fila de espera” no Piauí. Segundo o INSS, em abril o número de demandas analisadas cresceu quase 20% em relação a março. 

De acordo com o gerente-executivo em exercício do INSS em Teresina, William Machado, todos os processos analisados são referentes a requerimentos de aposentadorias, pensões, salário-maternidade e outros benefícios previdenciários. 

"Em março foram analisados pelos técnicos do Instituto, no Piauí, 5.975 processos. Em abril este número subiu para 7.089, quase 20% a mais que no mês anterior", disse o gerente.

Para o gerente do Instituto no Piauí, o mutirão realizado no 13 abril colaborou para a celeridade dos processos. "Foi um trabalho para diminuir a quantidade de processos represados. E foi um sucesso porque houve um grande engajamento dos servidores", diz William.

Dados do INSS em Teresina revelam que o resultado do mutirão do dia 13 de abril foi equivalente a dois dias de trabalho dos técnicos nas agências da Previdência Social no Piauí. Mais de 80 servidores participaram da ação.

"O mutirão foi muito produtivo e ajudou melhorar nossos índices de desempenho. Os servidores foram convidados para trabalho extra, num sábado, e mostraram garra e competência, além do compromisso com a instituição e do respeito aos cidadãos que precisam do INSS", explica o gerente William Machado.

Com os resultados de abril, a Gerência do INSS em Teresina ficou em primeiro lugar no Nordeste em número de processos analisados e concluídos. 

Maio
Para este mês, o gerente garante que os técnicos do INSS estão em novo “esforço concentrado” para melhorar o desempenho. Vão priorizar os casos que tratam de salário-maternidade, benefício concedido a mães em caso de parto ou adoção. 

"Estamos no mês das mães e, em homenagem a elas, estão sendo prioritários os casos que tratam do salário-maternidade. Acredito que essa ação também vai ajudar melhorar mais os números referentes ao atendimento do INSS no Piauí", conclui William Machado.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir