Cidadeverde.com
Política

"Eu não criei esse problema", diz Fábio Novo sobre retorno de Júlio Arcoverde

Imprimir

Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

O deputado Fábio Novo se reuniu com o governador Wellington Dias nesta terça-feira  (21) no Palácio de Karnak. Ao sair do encontro, ele criticou a forma como o Progresistas conduziu o processo de licença e retorno do deputado Júlio Arcoverde à Assembleia.

Fábio Novo afirma que o trabalho feito na Secretaria de Cultura nao pode ser visto como moeda de troca.

"Essa forma como tem sido feita é muito ruim. Eu acho que ninguém pode tratar essa situação como uma moeda de troca. Como se alguém precisasse ser agassalhado. Eu acho que temos que ter calma. O governo foi montado, os secretários nomeados, não tratei sobre esse assunto. O trabalho da Cultura não pode ser visto apenas como alguém que tem que ser substituído para fazer uma acomodação. O cargo cabe ao governador. Ele tem tem a incumbência de fazer os convites", disse.

O deputado do PT também criticou o fato de nãoo ter sido procurado para conversar com Júlio Arcoverde.

"O deputado Júlio Arcoverde  se afastou e voltou. Ele nunca conversou comigo. Sei das coisas pela imprensa. Não é assim que se trata as coisas.  As pretensões são legítimas. O partido tem esse direito. Fico chateado quando Fábio Novo é  tratado como a pessoa que tem que resolver um problema de ordem política que se criou. Eu nãoo criei esse problema. Estou à disposição para tratar. A forma não está correta", declarou.

Ele diz que não foi convidado para assumir o cargo.

"O cargo é do governador do Estado. Se o governador tratar do assunto comigo vou fazer uma avaliação. Preciso ouvir minhas liderancas. Preciso conversar com as pessoas que cercam o meu mandato", afirmou.

Novo também avalia as consequências que a mudança traria para o PT na Assembleia. Ele lembra que assumiu a primeira secretaria da Mesa Diretora e teria que renunciar.

"Fui eleito primeiro secretário da Assembleia se aceitar um convite terei que renunciar. Como fica isso? São situações que precisam ser colocadas. Estava em uma viagem e cheguei em meio a esse turbilhão. O secretariado já foi definido", conclui Fábio Novo. 


Flash Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Imprimir