Cidadeverde.com
Política

Prefeito e Banco Mundial discutem sobre obras no Lagoas do Norte

Imprimir

Foto: Semcom PMT

O diretor da área de infraestrutura do Banco Mundial no Brasil, Paul Procee, esteve reunido com o prefeito Firmino Filho, nesta sexta-feira (24), e discutiram sobre o Programa Lagoas do Norte até esta segunda fase.

Segundo Paul Procee, o programa prevê duas obras importantes para quatro lagoas da região. “Estou muito feliz vendo o quanto o programa já avançou com as obras e o reassentamento. O Residencial Parque Brasil é uma obra importante nesse sentido. O programa já alcançou importantes avanços na melhoria de vida da população”, avaliou.

Ficou previsto para a próxima fase as obras de requalificação urbana e ambiental das lagoas do Mazerine, Oleiros, São Joaquim e Piçarreira, que estão completamente degradadas.

Além disso, existe a previsão para a contratação de uma empresa especializada o estudo da atual situação do dique do rio Parnaíba.  A empresa selecionada deverá fazer uma avaliação sob os aspectos hidráulico, estrutural, social e ambiental, devendo apresentar ao menos três alternativas para o dique.

“Em relação à segurança do dique, estudos afirmam que ele necessita de uma reestruturação. Precisamos fazer um plano de emergência para a cidade porque sabemos que, mesmo melhorando a estrutura do dique, poderemos ter ainda um risco residual e temos que trabalhar na redução desses riscos e ao mesmo tempo trabalhar o fortalecimento do dique para reduzir as chances de inundação da área”, afirmou Paul Procee.

O prefeito Firmino Filho avalia que toda a região já sente os efeitos dos eixos trabalhados pelo Lagoas do Norte. “Estamos com um período chuvoso que já dura seis meses em Teresina e a região norte não sofre mais como sofria antigamente, com milhares de pessoas desabrigadas”, finalizou o prefeito, acrescentado que a cidade de Teresina sempre confiou nas ações administrativas da Prefeitura.

 

redacao@cidadeverde.com

Imprimir