Cidadeverde.com
Entretenimento

Filho de Mauricio de Sousa sofre homofobia e se revolta

Imprimir

Foto: Reprodução/Instagram/@maurosousa

Diretor de produções da Turma da Mônica, Mauro Sousa, filho do desenhista Mauricio de Sousa, sofreu um ataque homofóbico na internet e resolveu se defender. Após ser chamado de 'viadinho', respondeu com elegância e recebeu apoio.

O fato aconteceu depois de Mauro expor que pretendia criar um personagem gay para a história. A revelação foi dada em uma entrevista recente. Um homem, cujo nome o próprio Mauro preferiu ocultar, começou a ofendê-lo em comentário preconceituoso.

"Tenho 56 anos, fui fã da revistinha Turma da Mônica. Infelizmente hoje Mauricio de Sousa, sem forças para decidir sua vida, vai deixar um viadinho desfazer seu sucesso de décadas", dizia parte do comentário.

Mauro resolveu se defender. "Eu geralmente prefiro postar coisas legais e felizes, mas dessa vez, resolvi fazer esse post. Não para expor ninguém, mas para informar os mais desinformados. A diferença entre ontem e hoje é que ontem ele era apenas mais um hater [pessoa que destila ódio na internet]. Mas hoje, ele é um criminoso e pode ir para a cadeia", escreveu Mauro.

Foto: Reprodução/Instagram/@maurosousa

 

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta (13) que discriminação contra público LGBT é crime.

"Não, eu não vou ficar calado. Não, eu não quero mais aceitar que me chamem de 'viadinho'. Só quem pode me chamar assim sou eu mesmo. E sim, a LBGTfobia agora, é crime", completou.

Rapidamente o diretor da Turma da Mônica recebeu elogios. Dentre eles do ator Jarbas Homem de Mello. "Cadeia pra esse imbecil. E fico tão feliz de ver a Turma da Mônica tão viva e acompanhando os novos tempos! Parabéns querido", publicou.

Fonte: Folha Press

Imprimir