Cidadeverde.com
Cidades

Piauiense é executado com 20 tiros na fronteira com o Paraguai

Imprimir

Foto: Ponta Porã News

Um piauiense identificado como Eudismar Abreu Santos, de 35 anos, foi morto com pelo menos 20 tiros na fronteira com o Paraguai. O corpo foi encontrado na manhã de segunda-feira (24) enrolado em uma lona numa estrada vicinal que passa por trás do aeroporto de Ponta Porã, cidade que faz fronteira com Pedro Juan Caballero. A região é tomada pelo crime organizado e vive uma guerra entre facções criminosas.

Até o começo da semana seis pessoas já tinham sido assassinadas na fronteira. O delegado Willame Moraes prendeu Eudismar quando ainda comandava o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Ele confirmou o envolvimento dele em estouro de caixas eletrônicos em Luis Correia e Esperantina. A vítima teria atuado como professor na região de Parnaíba.

"Entre 2017 e 2018 ele foi preso por estourar caixas em Luis Correia e Esperantina e agora foi morto naquela região, que vive uma briga de facções", disse o delegado ao Cidadeverde.com.

Segundo o site Ponta Porã News, Eudismar foi morto com pelo menos 20 disparos de pistola do calibre 9mm.  A vítima tinha dez reais, cinquenta mil guaranis (moeda do Paraguai) e uma aliança. 

Ainda de acordo com a imprensa local, o piauiense estava sem documentos e foi reconhecido por familiares. A polícia acredita que ele tenha sido executado em outro local durante a madrugada de segunda e o corpo abandonado na estrada. A provável causa da morte é que tenha sido um acerto de contas.

Hérlon Moraes
redacao@cidadeverde.com

Imprimir