Cidadeverde.com
Geral

Jovem confessa que queimou ônibus a mando de presos da Custódia, diz delegado

Imprimir

Foto: Reprodução/Vídeo

Na manhã desta sexta-feira (5) o Grupo de Repressão ao Crime Organizado-Greco- realizou a prisão do último suspeito de queimar ônibus coletivo no mês de março deste ano na zona Sul de Teresina. O jovem, identificado como Alan Antônio de Mendonça, 26 anos, é apontado como a pessoa que ateou fogo nos veículos.

A prisão foi feita em parceria com a Delegacia Regional de Polícia Civil de Timon (MA). Alan Antônio, de apelido Alan Maguin, foi localizado em uma casa que ele alugou para se esconder. O delegado Laércio Evangelista, do Greco, informou ao Cidadeverde.com que Alan confessou ter participado dos ataques aos ônibus na companhia de Jhon Pablo Ferreira de Araújo [que já está preso] e um adolescente.  

De acordo com o delegado, Alan confirmou que a ordem de incêndio partiu da Casa de Custódia. 

“Ele era o último que faltava ser preso. No interrogatório ele confessou o crime. Disse que foi a mando de presos da Casa de Custódia que estavam se manifestando contra transferência de alguns detentos”, conta o delegado Laércio.  

Segundo a polícia, Alan foi um dos responsáveis pela compra de gasolina e de ter ateado fogo nos ônibus. Com ele, a polícia apreendeu uma pistola 380. 

Alan tem passagens na polícia por um homicídio praticado em 2012 e roubo. Ele deve ser encaminhado ainda hoje ao sistema prisional. 

Os presos que teriam dado  a ordem de queima aos ônibus foram identificados como Marcos Willian da Silva (conhecido como Butiê), Gregório Rodrigues de Sousa ( o Psico), Matheus Pierre dos Santos (Guerreirinho),  Tiago Henrique Portela Gomes (o Fantasma) e Antoniel Kelson dos Santos (Toniel). Todos  já se encontram recolhidos no sistema prisional e também irão responder pelo crime. 


 
Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com

Imprimir