Cidadeverde.com
Geral

Vídeo mostra suspeito entrando com cassetete em bar; 10 são investigados

Imprimir

A Polícia Civil identificou um dos suspeitos de ter atacado, na quarta-feira (17) um bar da torcida do Flamengo próximo à avenida das Hortas no Grande Dirceu, zona Sudeste de Teresina. O homem foi identificado inicialmente como Williams Matheus, e intimado a prestar esclarecimentos no 8º Distrito Policial na segunda-feira (22). 

O delegado Ricardo Moura, titular do 8º DP, informa que o "quebra-quebra" no bar foi promovido por pelo menos 10 pessoas. A ação criminosa, que ocorreu por volta da meia noite, após o jogo de eliminação do Flamengo, estaria relacionada à desclassificação do time da Copa do Brasil. O suspeito intimado seria ligado a torcida organizada do Vasco em Teresina

“Uma das vítimas que foi lesionada revelou que entrou em luta corporal com um dos suspeitos e conseguiu tirar a máscara que ele usava. Ele o reconheceu juntamente com o dono do bar e seu filho”, informou Ricardo.

A ação do grupo acabou em uma confusão no bar. Cadeiras, garrafas e uma TV de led de 50 polegadas foram quebrados. Algumas pessoas se lesionaram na briga. “Eles chegaram gritando, achincalhando, aproveitando a situação para tirar sarro dos torcedores. Além das provocações, chegaram agredindo com porretes”, disse o dele.

O dono do bar informou à polícia que cerca de 70 pessoas estavam no bar na hora do ocorrido. 

A polícia já ouviu o dono do bar, o filho dele, e uma testemunha. Se confirmado o envolvimento no caso, o suspeito vai responder pelos crimes de ameaça, lesão e dano ao patrimônio. “ São crimes de menor potencial ofensivo, mas como foram vários, somados ao fato de terem sido cometidos em conjunto, a coisa complicou para eles”, avalia o delegado.

Vídeo

Um vídeo registrado por câmeras de segurança mostra o grupo fugindo após ter causado o alvoroço. Muitos estavam com o rosto coberto, alguns empunhavam porretes.  

Segundo a Polícia Civil, a ação do grupo foi planejada. Eles estavam em três carros e duas motos. As imagens mostram que alguns componentes do grupo ficam no carro aguardando a volta dos demais. Às 23h51 o grupo retorna, alguns ainda com o rosto coberto, e se evade do local. 

 

Valmir Macêdo
valmirmacedo@cidadeverde.com

Imprimir