Cidadeverde.com
Geral

Alunos são transferidos devido a fumaça e estragos de incêndio em fábrica

Imprimir

Cerca de 100 alunos que estudam na unidade do Senai, situada atrás da fábrica de calçados de borracha destruída pelo fogo, no Distrito Industrial, na zona Sul de Teresina, foram transferidos para outro prédio da instituição. O incêndio ocorreu na sexta (16), mas até esta segunda(19), a fumaça permanecia forte no local.

Segundo Mardônio Neiva, diretor regional do Senai, além do forte cheiro de fumaça, os alunos foram transferidos devido a danos em janelas e aparelhos de ar-condicionado. 

"Janelas quebraram com o calor e aparelhos de ar-condicionado também ficaram danificados. Os alunos foram transferidos para outra unidade do Sesi de forma que a gente faça os reparos necessários. Até o fim da semana, acreditamos que as aulas voltem normalmente", disse Neiva. 

No Senai, foram afetados pelo incêndio três salas de aula e o laboratório. 

Foto: Sandoval Santiago/TV Cidade Verde

Foto: Sandoval Santiago/TV Cidade Verde

Proprietário da fábrica

Francisco Gonçalves Duarte, proprietário da fábrica de chinelos e sandálias, disse que o prejuízo causado com o incêndio só poderá ser contabilizado com o controle total das chamas. Segundo ele, foram destruídas 800 toneladas de borracha.

"Tinha um incêndio em um terreno baldio e acreditamos que uma faísca tenha vindo de lá e chegado a essa parte da fábrica onde fica guardado restos de borracha que seriam reaproveitados na fabricação de calçados.  É o terceiro incêndio aqui, mas foi o maior", disse o proprietário da fábrica.

Uma guarnição do Corpo de Bombeiros permanece de plantão no local. A todo momento, devido ao vento, ressurgem pequenos focos de incêndio. 

Francisco Gonçalves conta que a matéria-prima destruída pelo fogo não tem comprometido a produção de calçados e a fábrica está funcionando dentro da "normalidade".

Foto: Graciane Sousa/Cidadeverde.com

Foto: Graciane Sousa/Cidadeverde.com


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Imprimir