Cidadeverde.com
Últimas

Suspeito de esfaquear ex-mulher desobedeceu medida aplicada em audiência de custódia

Imprimir

Foto: Wilson Filho/ArquivoCidadeverde.com

O principal suspeito de tentar matar a ex-mulher, identificado como Antônio Reginaldo de Sousa Silva, 34 anos, foi solto na última sexta-feira(23) após audiência de custódia no fórum de Castelo do Piauí (a 190 km de Teresina). Ele havia sido preso em flagrante um dia antes, suspeito de ameaçar e agredir a mesma vítima, identificada como Vera Lúcia Pereira de Sousa, 38 anos. Na noite de ontem(26), ele teria entrado na casa da ex-mulher e desferidos duas facadas.

De acordo com o delegado de Castelo, Aldely Fontineli, durante a prisão em flagrante foram apreendidos diversos áudios que o suspeito encaminhava à ex-companheira a ameaçando de morte. 

“Não eram ameaças veladas, mas diretas. Entregamos à Justiça um pendrive com as gravações e um flagrante bem embasado, mas mesmo assim ele foi solto. Não sei quais os critérios que a Justiça levou em conta. Mas, nosso flagrante estava impecável”, argumentou o delegado. 

Após ser solto, Reginaldo voltou a procurar a ex-mulher e nesta segunda-feira desferiu duas facadas na vítima perfurando profundamente o pescoço e o abdômen. “Ele tentou decapitá-la e destripá-la. A moça foi socorrida, levada para o hospital de Campo Maior e provavelmente encaminhada à Teresina porque o estado era grave”, acredita Aldely Fontineli. 

O delegado informou ainda que policiais militares da região e da Força Tática de Campo Maior estão em diligência para prender o suspeito, que fugiu após o crime. 

Segundo a polícia, Reginaldo não aceitava o fim do relacionamento entre os dois.

Vera Lúcia anos deu entrada ontem 26/08 às 22h52 no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), que informou que ela passou por cirurgia no abdômen e pescoço e no momento está em observação na sala de recuperação pós-anestésico.

Audiência

Durante a audiência de custódia, o juiz Alexandre Alberto Teodoro, determinou a soltura do suspeito, mas aplicou medidas cautelares como manter a distância de 250 metros da vítima. O promotor titular da Comarca, Ricardo Trigueiro, não participou da audiência, pois estava em uma reunião na Procuradoria Geral de Justiça em Teresina. O Ministério Público local não soube informar se havia substituto do mesmo na audiência.

 

Caroline Oliveira
[email protected]

Imprimir