Cidadeverde.com
Viver Bem

FMS irá realizar formatura das crianças do Projeto Samuzinho

Imprimir

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) irá realizar a formatura de 52 crianças do Projeto Samuzinho, nesta quarta-feira (28), às 16h, no Teatro do Boi, localizado na zona Norte de Teresina. O evento marca a finalização do curso de primeiros socorros, que teve a duração de um ano. Agora, os pequenos passam a ser socorristas-mirins e poderão atuar como multiplicadores desses conhecimentos em escolas e eventos em geral da cidade.

O Projeto Samuzinho foi idealizado e desenvolvido pelo Núcleo de Educação em Urgência (NEU) do SAMU de Teresina. Os profissionais socorristas passam conhecimentos sobre primeiros socorros a crianças com idade entre 7 e 12 anos de idade. As aulas são conduzidas de forma lúdica e divertida e, vestidos com os macacões do órgão, eles recebem aulas teóricas e chegam a participar de simulações de socorro em diferentes situações.

Entre os formandos da vez, está o socorrista-mirim Walter Neto, criança de 7 anos que ficou conhecida nacionalmente após ter salvado o seu primo Alírio Davi, de apenas 3 anos, que havia se engasgado com bolo alimentar que continha espinha de peixe. O caso aconteceu em junho de 2019, no bairro Santo Antônio, zona Sul de Teresina. A mãe do Walter Neto, Ana Gabriela, agradeceu e parabenizou os profissionais que se empenharam na realização do Samuzinho.

O presidente da FMS, Charles Silveira, lembra que o projeto Samuzinho já formou uma centena de crianças. “A Fundação Municipal de Saúde fica satisfeita em propiciar atividades educativas para crianças. Elas são pessoas em desenvolvimento e estão exercendo a cidadania, na medida em que aprendem e multiplicam, dentro da comunidade, técnicas que podem salvar vidas”.

Segundo Laurimary Caminha, coordenadora do NEU do SAMU, durante as aulas, os pequenos aprenderam sobre primeiros socorros em casos de parada cardíaca, engasgo, choque, crise convulsiva, queimaduras e, ainda, adentraram nas ambulâncias. “O projeto favoreceu aproximação do SAMU com a comunidade, contribuindo para maior conhecimento dos nossos serviços e evitando problemas causados pelas ligações indevidas”.

A coordenadora Laurimary Caminha explica ainda que, no momento, não há previsão de lançamento de teste seletivo para formar novas turmas do projeto Samuzinho, mas que, quando houver confirmação da data, a FMS Teresina irá divulgar amplamente essa informação na mídia local e no site da Prefeitura de Teresina e da Fundação Municipal de Saúde.

“Esta turma do projeto Samuzinho também contribuiu com a inclusão social, pois contou com o trabalho da professora de idiomas Patrícia Marques. Ela ensinou sinais básicos de Libras às crianças, viabilizando a comunicação com pessoas surdas e, como tínhamos crianças surdas em sala, todas as aulas também foram traduzidas para essa língua”, finaliza Francina Amorim, diretora geral do SAMU.

 

redacao@cidadeverde.com

Imprimir