Cidadeverde.com
Viver Bem

Chá: bebida tradicional que promove benefícios para a saúde

Imprimir

Foto: Pixabay/ fotos gratis

Um chá saboroso em um dia mais frio esquenta o corpo e a saúde. Proporciona aconchego e bem-estar com seus variados aromas e sabores. E o melhor: a bebida funciona tanto como estimulante quanto como calmante.

O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo, seguido da água e do café. Esse hábito milenar difundido na China, Japão e Inglaterra traz inúmeros benefícios. Mas você sabia que existe um chá para cada hora do dia?

O chá é rico em minerais e antioxidantes naturais. A bebida consumida sem adoçar é uma ótima maneira de aumentar a ingestão de água no organismo, além de não ter calorias Para fazer um bom chá, não basta aquecer a água. Ela deve ser fervida para perder o sabor de cloro

O tempo das ervas na xícara depende do tipo de chá. Na embalagem sempre tem a indicação da quantidade e o tempo necessários. Os tradicionais de sachê, que encontramos com facilidade, tornaram-se sinônimo de chá. Aliás, no processo da fabricação do famoso saquinho (desidratado e industrializado) são perdidos muitos nutrientes.

Chá x infusão

Mas nem tudo é chá. Só podem ser chamadas assim as misturas com folhas da planta Camellia sinensis, popularmente conhecida como chá-da-índia Esta planta dá origem aos quatro únicos tipos existentes: preto, branco, verde e oolong. Já infusões são todas as outras bebidas feitas a partir da imersão de folhas, flores, raízes e frutas em água quente.

Tradição

O uso do chá vem da dinastia Tang. Os primeiros europeus que tiveram contato com a bebida foram os portugueses que chegaram ao Japão em 1543. Logo, a Europa começou a importar as folhas e assim tornando-se a bebida popular. Na Inglaterra, se popularizou lá pelo século 17 com a princesa portuguesa Catarina de Bragança (filha de D. João IV), que se casou com Carlos II, rei da Inglaterra.

A princesa levou o hábito para a Inglaterra e as folhas de chá na bagagem. Com isso, conseguiu adotá-lo pela corte em cerimônias e banquetes - a qualquer hora do dia. O hábito passou a ser apreciado primeiro pelas mulheres, conquistando em seguida o paladar masculino.

Mas foi por causa da duquesa de Bedford, Anna Maria Russell, que a tradição ganhou fama e horário. Diariamente, ela fazia um pequeno lanche entre o almoço e o jantar. Na ocasião, consumia uma xícara de chá com leite e açúcar e um aperitivo. A duquesa passou a chamar amigos para o chá da tarde. A partir disso, a prática ficou mundialmente conhecida como o chá das cinco na terra da rainha.

Costumes

No Brasil, a princesa Isabel foi a responsável pelo costume. Aqui, a moda é sem leite. Qualquer chá na Inglaterra é bebido com leite. Na Índia, o popular chai (chá preto) é consumido no café da manhã e à noite, também servido com leite e açúcar.

Já no Sri Lanka, inclusive, é preparado no estilo inglês, mas o leite é aquecido ao misturar. Já nos Estados Unidos é uma bebida que acompanha as refeições e é servido gelado, o famoso ice tea.

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir