Cidadeverde.com
Política

Governador diz que proposta da FGV vai otimizar aplicação de recursos da Educação

Imprimir

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com


O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que a Fundação Getúlio Vargas (FGV) está elaborando uma proposta para otimizar a aplicação dos recursos provenientes do Fundef, que somam cerca de R$ 1,6 bilhão.

Esse dinheiro é referente a perdas sofridas pelo Estado no repasse do extinto Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef), entre 1997 e 2004.

Os recursos têm que ser investidos integralmente em Educação. Segundo o governador, a parceria com a FGV é uma maneira de aplicar a verba no sentido de trazer mais rapidamente os retornos esperados.

"Esse dinheiro vai ser pago em 2020. Queremos aplicar de forma legal, adequada, de maneira projetada para o efeito que precisamos ter na Educação: redução do analfabetismo e da evasão escolar, melhoria da profissionalização de jovens de adultos e melhoria da qualidade do ensino. Queremos ter um plano para começar a ver esses grandes resultados em 2022", declarou o chefe do Estado.

Wellington afirmou que está confiante na proposta da FGV. A instituição também acompanha outros projetos, como o do Porto de Luís Correia e a modelagem de Parceria Pública Privada (PPP), e o alargamento das BRs 343 e 316.

"Essa questão do Porto de Luís Correia é uma novela que não é fácil, mas nós vamos desatá-la", completou o governador.

Jordana Cury
[email protected]

Imprimir