Cidadeverde.com
Geral

Polícia investiga se presos da Major César estariam roubando carros para quadrilha

Imprimir

Um homem foi preso nesta terça-feira (24) suspeito de vender rodas de um carro roubado há 10 dias na zona Sul de Teresina. As peças estavam sendo vendidas na Avenida Barão de Gurgueia. A polícia chegou ao suspeito após o proprietário do veículo roubado identificar as rodas em um anúncio na internet.

Após a prisão e apreensão do celular do suspeito, a Polícia Civil identificou vídeos e conversas que apontam para o envolvimento de internos da Major César em assaltos de veículos na capital.

Joatan Gonçalves, coordenador do Grupo de Apoio Operacional da Polícia Civil (GAO, conta que o suspeito confessou o envolvimento com a saída dos detentos.

“Ele mesmo nos declinou que tem um cunhado que está preso que ele vai pegar tanto esse cunhado como a quadrilha, dentro do sistema prisional para que façam roubos em Teresina e posteriormente ele volta e devolve essas pessoas ao sistema prisional, declinada por ele mesmo”.

Segundo a polícia, as informações foram confirmadas em conversas e vídeos, incluindo um registro em que o carro entra em uma área de segurança da Colônia Agrícola Penal major César para buscar os detentos, que embarcavam sem permissão da direção da unidade. 

“A investigação deu conta que há alguns dias teve assaltos de veículos. Informações do aparelho celular deles, áudios conversas onde eles programam os assaltos”, aponta o coordenador do GAO.

Além de ser autuado pela receptação das peças do carro roubado o suspeito preso va ser investigado por envolvimento com transporte de detentos que estão no sistema prisional.

Valmir Macêdo
[email protected]

Imprimir