Cidadeverde.com
Viver Bem

Catarata: cuidados necessários com a saúde dos olhos

Imprimir

Foto: Ascom/Sesapi

A catarata é muito comum em idosos, podendo levar à cegueira se não for tratada corretamente. A visão fica prejudicada com a degeneração do cristalino, a lente natural do olho. A doença se manifesta lentamente. Os sintomas iniciais são dificuldade para ler e para dirigir à noite, por causa do brilho dos faróis; além de visão dupla e observação de imagens embaçadas.

Exposição particularmente alta às radiações ultravioletas são prejudiciais à visão. Portanto, o uso frequente de óculos de sol com boa qualidade é indicado desde a infância. Aliás, o estilo de vida influencia no início da doença. O hábito de fumar, por exemplo, aumenta a probabilidade de ter catarata. É recomendado ainda evitar o consumo de bebidas alcoólicas

Manter uma alimentação equilibrada também ajuda a manter a boa saúde dos olhos. Aumente o consumo de vitamina C na dieta alimentar. Seus antioxidantes têm grande influência na prevenção da catarata.

Cirurgia

Não existe um tratamento clínico para evitar a catarata. A única maneira para solucionar o problema é por meio da cirurgia. O procedimento é minimamente invasivo. Na remoção da catarata, as lentes intraoculares acabam corrigindo a miopia, astigmatismo e hipermetropia.

Apesar do pós-operatório ser tranquilo, são necessários alguns cuidados:

- Não coce ou esfregue o olho operado. Se for preciso, use um protetor ocular para dormir durante as primeiras semanas. Assim, evita esfregar os olhos inconscientemente.

- A televisão é permitida imediatamente, mas com uma certa distância e sem forçar. A leitura é liberada só após alguns dias.

- Cuidado ao tomar banho para evitar a água e o sabão nos olhos durante as primeiras três semanas. Lave o cabelo com a cabeça inclinada para trás

- Evite piscinas. Também não é recomendado ir à praia durante o pós-operatório. Afinal, é necessário evitar o contato direto com a areia.

- Ao sair de casa, não esqueça de utilizar óculos de sol.

- Só pratique esportes novamente após a liberação do médico. Esforços físicos não são indicados nas primeiras semanas.,

 

Fonte: Estadão Conteúdo

Imprimir