Cidadeverde.com
Política

Podemos se divide entre candidato de Firmino e possível candidatura de JVC

Imprimir

Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O Podemos ainda não tem uma posição formada com relação a disputa pela prefeitura de Teresina. O partido não terá candidato próprio e se divide entre o apoio ao candidato do grupo do  prefeito Firmino Filho (PSDB) e a possibilidade do ex-senador João Vicente Claudino (PT) sair candidato. O senador descarta ser candidato a prefeito e diz trabalhar pelas pautas do Piauí no Senado. 

“Tudo isso faz parte do processo. Estarei com ele na segunda-feira (30). Vamos conversar sobre política também. Ele é uma liderança inconteste. É um nome limpo e uma pessoa comprometida com o Estado. É um grande nome para ser senador, governador, prefeito. Nunca estivemos em lado contrário. Sempre estivemos juntos e vamos conversar sobre política. Qual é o candidato do PSDB? Estamos em fase de formação da chapa de vereadores. Depois vamos conversar sobre a majoritária. Vamos aguardar o desenrolar para saber se temos condições. Temos que nos adequar ao nosso tamanho e nossas bandeiras. Estamos com muita cautela”, comentou. 

Elmano Férrer nega a intenção de deixar a sigla. Ele recebeu convites de outros partidos como o Democratas. “Me sinto muito bem no Podemos. É um partido que no Senado e, nacionalmente, tem crescido. É um partido em construção. Não há motivos para sair do partido. Embora algumas pessoas de outros partidos, pelo relacionamento que tenho, me convidam. Particularmente não tenho motivos para deixar o partido. Alguns senadores me abordam, mas de presidente de partido, não tenho recebido convites”, afirmou.

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente estadual da sigla, senador Elmano Férrer, afirma que no momento a prioridade é a formação da chapa proporcional. O Podemos quer montar uma bancada na Câmara de Teresina. 

“A orientação nacional do partido é   que possamos primar pela qualidade dos integrantes do partido. É preciso ter cuidado em quem se filia ao partido. No momento estamos vendo e conversando com algumas pessoas.”, disse.

O Podemos ainda tem dificuldades de se expandir para o interior do Estados. O partido foca mais na capital Teresina. Elmano diz que o crescimento será feito com qualidade. 

“Temos conversado com lideranças do interior. Com os prefeitos não tenho tocado em política. Espero que isso ocorra de forma espontânea. O partido orienta que possamos ter uma preocupação com quem irá se filiar ao partido. Organizamos o partido que é grande no Senado, mas nacionalmente é pequeno. A prioridade é a formação da chapa proporcional em Teresina”, afirmou. 

 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir