Cidadeverde.com
Política

Firmino critica atraso no repasse para Saúde e adverte Ministério Público

Imprimir
  • PARQUE_(10).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(9).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(8).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(7).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(6).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(5).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(4).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(3).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(2).jpg Rômulo Piauilino/PMT
  • PARQUE_(1).jpg Rômulo Piauilino/PMT

O prefeito Firmino Filho (PSDB) criticou na manhã desta segunda-feira (30) o atraso nos repasses do governo do estado para a saúde de Teresina. Segundo ele, alguns municípios estariam recebendo mais que os outros.

O prefeito afirma que é importante o Ministério Público acompanhar esse processo.

"Três ou quatro meses atrás estivemos com o secretário de Fazenda e não foi colocada nenhuma perspectiva de solução para o co-financiamento. Tivemos contatos com o presidente da APPM e ele busca um entendimento via o Ministério Público. Já tem uma ação em andamento e esperamos que o diálogo possa levar a uma solução. A dívida chega a R$ 30 milhões, que é bastante significativo. Teresina sofre e outros municípios também. É complicado porque alguns estão mais atrasados que outros. A lei diz que devem ser tratados iguais. Esse tipo de atitude, não republicana, deve ser combatida pelo TCE", disse.

O Cidadeverde.com entrou em contato com o governo do estado e pediu explicações.

Eleições 2020

Firmino Filho tem evitado falar sobre a estratégia para a escolha do candidato do grupo a prefeito de Teresina. Segundo ele, a discussão estaria atrasada e deve ser iniciada em outubro e novembro. 

"Estamos atrasados nessa agenda. Lá pelo mês de outubro, novembro, vamos saber o que será feito nesse sentido", disse Firmino. 

Sobre a formação das chapas proporcionais, que tem preocupado os vereadores da base aliada, ele afirma que tudo vai ficar bem. O prefeito afirma que o potencial de cada vereador vai definir as chapas.

"Tudo tem uma estratégia. No momento oportuno tudo dará certo para todos. Devemos estar em um lugar para competir bem e mostrar seu potencial. Isso vai acontecer”, destacou Firmino. 

O prefeito esteve recentemente reunido com a base aliada. Ele afirma que é preciso ter calma para realizar o diálogo. 

"Tivemos uma discussão sobre o plano diretor de ordenamento territorial. Isso revoluciona a forma de fazer a ocupação do solo. Isso vai permite que a cidade tenha um outro tipo de ocupação", destacou.
 

Plantação de mudas

O prefeito participou de solenidade de plantação de mudas na capital. Teresina registrou a plantação da muda de número um milhão. 

"Uma cidade de um milhão de habitantes é três graus mais quente que sua zona rural circundante. Ao longo dos anos, já crescemos na nossa temperatura em média de dois graus. Temos o desafio pela frente. Tem ainda o aquecimento global que tende ainda a aquecer a temperatura do planeta. Se já somos uma cidade quente, a tendência é que esse quadro possa piorar. É preciso ter consciência disso buscando amenizar isso.  Não apenas plantar, mas cuidar para que essas árvores cresçam e possamos ter uma melhor qualidade de vida. Em relação a temperatura, drenagem, qualidade do ar e até mesmo a saúde mental. Comemoramos o número de 1 milhão de mudas. É um gesto simbólico importante para a cidade. Chama a atenção para fazermos nossa cidade realmente Verde", destacou. 

Firmino Filho destacou o congelamento do crescimento do perímetro urbano da cidade. 

"Temos uma cidade que cresce. Nos últimos três anos a cidade congelou o crescimento do perímetro urbano. Isso vai permitir que possamos diminuir sobre a zona rural. Teresina se espalhou demais nos últimos anos. Esse é um desafio presente. Outras cidades congelaram seu perímetro urbano", destacou.


Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Imprimir