Cidadeverde.com
Política

Solidariedade monta comissão que irá julgar o vereador Major Paulo Roberto

Imprimir

Foto:RobertaAline/CidadeVerde.com

O presidente estadual do Solidariedade, deputado Evaldo Gomes, afirma que a comissão que irá julgar o vereador, Major Paulo Roberta, já encontra-se formada. O parlamentar é acusado de infidelidade partidária e será julgado no dia 03, às 16 horas. 

Os representantes estaduais foram definidos pela direção nacional. A comissão de ética do diretório nacional é quem  conduzirá o julgamento. 

“O diretório se reuniu na semana passada e escolheu três representantes para formar uma comissão estadual, que junto com a comissão nacional do partido que julgará o vereador. Essa comissão foi escolhida pelo diretório estadual e possui três membros: o secretário geral Emídio Júnior, o tesoureiro Sheyvan Lima e uma mulher que é  a Joseane Marques. O julgamento irá ocorrer no dia 03, às 16 horas. A comissão de ética nacional vai fazer o julgamento.  

Evaldo Gomes nega que tenha feito perseguição a Major Paulo Roberto. Ele afirma que até o momento o vereador não apresentou sua defesa. 

“Espero que as acusações possam ser analisadas sem revanchismo político. O Solidariedade não tem nada contra o vereador, apesar dele falar no meios de comunicação que eu o persigo. Não tenho nada contra ele. Ele nem sequer fez a sua defesa. Quando ele foi notificado não apresentou a defesa. Em vez de me atacar, ele deveria mostrar em quais candidatos do partido ele votou”, destacou. 

Lídia Brito
[email protected]

Imprimir