Cidadeverde.com
Esporte

Presidente da FFP repudia casos de racismo em partidas de futebol

Imprimir

Foto: Yasmim Cunha

O presidente da Federação de Futebol do Piauí, Robert Brown, voltou a repudiar os casos de racismo e de violência nos estádios piauienses. Ele alertou que a entidade ampliará os esforços para identificar os autores dessas práticas para que eles respondam por seus atos na Justiça. 

Em setembro de 2019, um torcedor do Comercial foi identificado após chamar o árbitro de uma partida em Campo Maior de "picolé de asfalto" e outros xingamentos. 

"Infelizmente, nós ainda temos pessoas no mundo que vão aos estádios para praticar esse tipo de baderna. Isso pra mim é baderna. Tivemos um caso ano passado e esse agora, recentemente. As campanhas de combate ao racismo e a violência existem e já temos um termo com o Ministério Público para reforçar essas campanhas, como os times entrarem nos estádios com faixas", disse.

Sobre o caso em Campo Maior, o presidente da Federação informou que o processo já foi encaminhado para a Justiça Desportiva e ao Ministério Público do Piauí. 

"Os casos de racismo precisam terminar. Isso não pode mais existir", reforçou Brown.

 

Flash Carlienne Carpaso
redacao@cidadeverde.com

Imprimir