Cidadeverde.com
Política

Comissão de Ética expulsa vereador Major Paulo Roberto do Solidariedade

Imprimir

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

A comissão de ética do Solidariedade expulsou o vereador Major Paulo Roberto. O presidente  da sigla, deputado Evaldo Gomes, afirma que não ocorreu perseguição ao vereador. 

Segundo Evaldo, o partido colheu provas, fotos e vídeos, que provaram a infidelidade do vereador. Major foi acusado de não ter votado nos candidatos do partido na eleição de 2018.  "Ao contrário do que ele disse, não houve perseguição. Não fizemos nada contra ele. Agora o problema é que tinham provas concretas como fotos e vídeos mostrando que ele não votou nos candidato do partido", disse.

Evaldo afirma que o partido articula agora a formação da chapa proporcional.  O Solidariedade vai filiar os vereadores Gustavo Gaioso  e Fábio Dourado.  "Vamos filiar alguns vereadores e montar nossa chapa proporcional. Queremos montar uma chapa forte e eleger uma bancada forte na Câmara de teresina", disse.

Major Paulo Roberto disse ao Cidadeverde.com que a expulsão não é novidade. Ele afirma que a comissão foi montada por pessoas ligadas a Evaldo Gomes.

"Vou pedir anulação da audiência . Primeiro que a pessoa que me acusou não compareceu.  Nem sei quem é essa pessoa. E outra coisa, eles dizem que eu não mandei a defesa. É mentira. Eu cumpri sim", disse.

 

 

Flash Lídia Brito
[email protected] 

Imprimir