Cidadeverde.com
Últimas

Pai é morto ao tentar impedir que filha fosse assaltada na zona rural de Teresina

Imprimir
  • Untitled-8.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com
  • Untitled-7.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com
  • Untitled-6.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com
  • Untitled-5.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com
  • Untitled-3.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com
  • Untitled-2.jpg Izabella Pimentel/Cidadeverde.com

A esposa do caseiro Marcos Antônio Silva,45 anos, está inconsolável diante do assassinato do marido na manhã desta quarta-feira(09) na porta de casa, no povoado Santa Rita, zona rural de Teresina. Marco Antônio brigou com um dos assaltantes que abordou sua filha para tomar o celular.  

Sandra Batalha foi casada durante 25 anos com Marcos Antônio, conhecido como Nego, e teve dois filhos com ele. “Esses bandidos acabaram com minha família. Nada que fizerem vai trazer ele de volta”, lamenta Sandra. 

Sandra conta que o assaltante deu dois tiros, mas somente um atingiu o peito do seu marido. Ela acredita que se não tivesse ocorrido reação, o bandido não tinha atirado. 

“Meu marido entrou em luta com ele quando viu que estava tentando tomar a mochila da minha filha. Acho que ele [assaltante] pegou a arma quando se viu em desespero”, conta. 

O crime aconteceu dentro do sítio onde o caseiro morava. Muito emocionada, a filha do caseiro, identificada apenas como Valéria, não quis gravar entrevista, mas relatou que o pai apenas quis lhe defender. 

A jovem de 23 anos, formada em Administração Publica, estava em uma parada de ônibus que fica na frente do sítio, às margens da PI 113, quando os assaltantes lhe abordaram. Valeria iria para Teresina trabalhar. 

O delegado Valter Cunha, do DHPP, esteve no local. Ele conta que os bandidos estavam usando uma camisa rosa e o outro usava uma mochila com estampa quadriculada. 

“Eles andavam em uma moto de cor escura, factor. A moto estava falhando. Estamos com equipes em diligências ”, disse. 

Atualizada às 10h05

Um homem ainda não identificado foi assassinado a tiros na manhã desta quarta-feira(09) no povoado Santa Rita, zona Rural de Teresina. 

De acordo com informações do tenente Rafael Barbosa, do 5º Batalhão, o pai tentou impedir o assalto a filha.

 A jovem estava em uma parada de ônibus e entrou em casa para não entregar o celular aos bandidos.

“O pai saiu, entrou em luta corporal com um dos assaltantes e foi baleado", conta. Eles fugiram sem levar nada.

Equipes da polícia civil tentam coletar imagens de estabelecimentos próximos para tentar identificar suspeitos.

Moradores da região afirmam que assaltos na área rural são frequentes. A Polícia Militar afirma que está intensificando rondas no local para impedir a ação de bandidos.

Dois tiros teriam atingido a vítima, que morreu ainda no local. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionado e está no local.

Há exatamente um mês, a Polícia Civil lançou um programa de combate a crimes de furto e roubo em Teresina, no qual constatou que 80% das ocorrências são relacionadas a celulares. De acordo com a Secretaria da Segurança, o programa cria um banco de dados desses crimes contra o patrimônio, auxiliando na definição de estratégias a serem implementadas nas áreas com maior incidência de casos. 

 

Izabella Pimentel
izabella@cidadeverde.com

 

Imprimir