Cidadeverde.com
Geral

Adolescente que ateou fogo em jovem e estuprou é condenado a três anos de internação

Imprimir

Foto: PM-PI / Notícias de Uruçuí

O adolescente de 16 anos, de iniciais J.C.S, suspeito de assassinar um jovem e estuprar a namorada dele logo em seguida, no município de Baixa Grande do Ribeiro, a 600 km ao Sul de Teresina, pegou a pena máxima de 3 anos de internação, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A decisão é do juiz Robledo Peres de Almeida. O crime, que chocou a região pela tamanha barbaridade, aconteceu no dia 7 de setembro. A audiência aconteceu no Fórum Juiz João Fontes Ibiapina, na tarde ontem, com forte esquema de segurança.

A vítima do estupro, uma jovem de iniciais L.F.S, de 19 anos, denunciou o crime na manhã do dia seguinte, horas depois do ocorrido. Ela relatou que estava com seu companheiro, Jucimar Ivo de Sousa, 19 anos, em um ponto afastado da cidade, onde teriam ido para ter um momento íntimo. 

Segundo informou o capitão Antônio de Oliveira, do 10° Batalhão de Polícia Militar de Uruçuí, na época do crime, a namorada relatou que o adolescente atirou no braço de Jucimar, e logo depois em sua cabeça, além de dar uma pedrada na vítima. Após matar, o jovem teria obrigado a garota arrastar o corpo do seu companheiro a cerca de 10 metros do local dos disparos e em seguida ateou fogo.

O casal residia em uma localidade a 100 km da cidade e estava na casa de parentes. Eles tinham um filho de dois anos.

Foto: PM-PI 

Em sua versão à polícia, o menor relatou, após ter confessado o crime, que teria tido uma desavença com Jucimar em uma seresta. Segundo o Cidadeverde.com apurou, o adolescente tem 12 passagens pela polícia. 

Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

Imprimir