Cidadeverde.com
Cidades

Emergência Ambiental vai avaliar possibilidade de interdição de praias do Piauí

Imprimir

Fotos: Semar-PI

Auditores fiscais do Núcleo de Emergência Ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) iniciam, nesta quinta-feira (10), o trabalho de monitoramento das ocorrências de manchas de óleo no litoral do Piauí.

As manchas de óleo que já foram encontradas em diversos estados da região nordeste também foram vistas, de forma pontual, nas praias Pedra do Sal, Peito de Moça, Arrombado e Cajueiro da Praia.

Inicialmente, auditores fiscais da Semar irão a campo fazer o levantamento para indicação georreferenciada das manchas de óleo. A partir desse mapeamento será possível avaliar a dimensão do impacto dessa substância no litoral.

“Após o georreferenciamento iremos tomar as medidas cabíveis sobre coleta e a destinação correta desse resíduo, avaliando a necessidade ou não de interdição de alguma área para garantir a balneabilidade das praias e a fixação de placas restritivas”, afirma o gerente de Fiscalização da Semar, Renato Nogueira.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Imprimir