Cidadeverde.com
Cidades

Incêndio dura quatro dias em Pio IX e Polícia investiga se ação é criminosa

Imprimir

Foto: Reprodução/Vídeo Grasiane Sá

Vista aérea de incêndio em Pio IX.

Novos focos de incêndio ameaçam moradores de Pio IX em uma área residencial no Assentamento São Luís, na zona rural do município.  O fogo atinge áreas rurais há pelo menos quatro dias. As chamas continuam sendo combatidas nesta segunda-feira (4), uma nova equipe do Corpo de Bombeiros de Picos foi acionada para controlar o fogo, dessa vez em uma área distante das casas.

O sargento da Polícia Militar, Hildomar Batista, que auxiliou os bombeiros na ocorrência, contou que os soldados e os moradores combateram o fogo até as 4h30 da manhã de hoje (4). Uma guarnição dos Bombeiros chegou ao local às 19h.

“Os moradores ficaram apavorados. A situação de fogo não é uma situação muito boa. Mas com a chegada dos Bombeiros as pessoas começaram a se tranquilizar”, relembrou o sargento.

“Quando amanheceu o dia, os focos que ameaçava as residências foram apagadas durante a noite. Antes de meio dia, ele reacendeu. Infelizmente com a quentura, os ventos, alguma faísca deve ter propagada. Nesse outro local os moradores estão em vigília”, completou o PM. 

Há pouco mais de um mês Pio IX foi atingido por incêndios que chamaram a atenção devido a duração e extensão

Vídeo: Grasiane Sá

Investigação das causas

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Picos, Hamilton Lemos, o fogo próximo às casas foi controlado.

“É um local de difícil acesso e não tem comunicação. Estamos com um sargento fazendo uma busca no local. Está muito estranho esses focos. Vamos investigar as causas”, disse. 

As marcas deixadas pelo fogo ultrapassam mais de um quilômetro de extensão. 

A Polícia Militar local afirmou que há informações de queimada ilegal. “Existem informações que um morador negligenciou fazendo um trabalho com fogo, foi quando as chamas perderam o controle”, disse o sargento.

O comandante do Corpo de Bombeiros garante que os focos de queimadas registrados em Aroeiras do Itaim e Itainópolis também foram contidos.

Vídeo: Grasiane Sá

Moradores no combate

Os moradores auxiliaram a guarnição de Bombeiros no combate ao fogo. Os assentados ajudaram no aceiro da área, separando a parte queimada da vegetação seca. “Muitos moradores ajudaram combatendo o fogo no aceiro e com kits anti-incêndio da prefeitura”, concluiu o sargento.

Valmir Macêdo
[email protected]

Imprimir